Área de TI terá déficit de 750 mil profissionais até 2017; veja tendências

Por Redação | 19 de Novembro de 2013 às 13h00

Segundo um estudo da companhia de segurança da informação Clavis, empresas e profissionais da área de TI procuram cada vez mais certificações técnicas e gerenciais para garantir uma maior proteção de dados.

De acordo com o relatório, a busca por essas certificações aumentou ainda mais graças aos últimos casos envolvendo quebra de dados de grandes sistemas, incluindo a espionagem entre governos mundiais e o destaque do governo brasileiro no incentivo e investimento em soluções nacionais na segurança da informação. "Depois dos episódios de espionagem americana, o que já era uma tendência, tornou-se praticamente obrigação", diz o texto do estudo.

E a certificação profissional de segurança da informação veio para ficar. Ainda mais levando em consideração como o mercado de TI estará aquecido nos próximos anos. Até o final de 2013, haverá 200 mil vagas de trabalho disponíveis em Tecnologia da Informação que não serão preenchidas pela falta de candidatos. Essa quantidade vai aumentar para 750 mil oportunidades até 2020.

Os cursos especializados, que ainda incluem certificações internacionais, possuem preços que variam de R$ 1 mil a R$ 4 mil. O Departamento de Segurança da Informação e Comunicações (DSIC), órgão subordinado ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, destacou quais são as exigências mais requisitadas por companhias e funcionários da área de TI (já incluindo os certificados e carga horária necessários). São elas:

  • Formação Completa em Teste de Invasão - 100 horas em teste de invasão (5 cursos) + Certified Ethical Hacker (CEH) + EC-Council Certified Security Analyst (ECSA/LPT);
  • Formação Completa em Análise Forense Computacional - 80 horas em análise Forense Computacional (4 cursos) + Computer Hacking Forensic Investigator (CHFI);
  • Gestor da Segurança da Informação - Certified Information Security Manager (CISM) + CompTIA Advanced Security Practitioner (CASP) + Certified Information Systems Security Professional (CISSP);
  • Formação Desenvolvimento Seguro - Desenvolvimento Seguro (SDL) + Certified Secure Software Lifecycle Professional (CSSLP).
TI - gráfico

Você pode acessar todas as principais certificações recomendadas pelo governo brasileiro para o profissional na área de segurança da informação, clicando aqui.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.