7 dicas para ganhar um aumento com as habilidades que você já possui

Por Redação

No momento em que lê este texto, é possível que você se sinta estagnado e/ou subvalorizado na sua atividade profissional atual. É claro que, dadas as condições financeiras do período majoritariamente turbulento, talvez você nem mesmo tenha um emprego ou empreendimento formal. Bem, talvez seja o momento de rever algumas práticas – passando por uma reavaliação profissional capaz de revelar habilidades das quais você talvez nem tenha se dado conta.

Mas também não custa rever e, eventualmente, desenvolver novas aptidões. “Eu busquei incansavelmente por melhores posições dentro do meu conjunto de habilidades, mas não achei nada que não demandasse toneladas de experiências prévias – então passei a buscar fora da minha formação”, revelou Samantha Pearson, do site Skillcrush, em coluna escrita para o Business Insider.

“Em dado momento, eu percebi que seguir em uma carreira nova poderia não ser possível, mas que fazer mais dinheiro em meu emprego naquele momento poderia ser”, ela continua, antes de seguir para a lista abaixo. Em sete passos, a autora indica algumas saídas possíveis para que você – quem sabe? – não consiga finalmente aquela tão sonhada alavancada profissional.

crescer na carreira

“Se tem algo que eu aprendi desde a faculdade, é que nunca é tarde para aprender novas habilidades ou para desenvolver as que você já possui, a fim de conseguir melhores empregos e ganhar mais dinheiro.” Sem mais, vamos à dicas.

Capitalize as habilidades que você já possui

Talvez você já faça algo de maneira informal por tanto tempo que nem chega a considerar como uma moeda de troca profissional. Segundo Pearson, isso é mais comum do que se pode imaginar – que o diga a autora, cuja habilidade desenvolvida ao editar código HTML na infância acabou por moldar sua ascensão muitos anos depois.

“Na época [da faculdade], eu também possuía conhecimentos básicos sobre Adobe Creative Suite (sobretudo Photoshop e InDesign), graças ao trabalho extracurricular desenvolvido com o jornal da escola”, escreveu ela no referido texto. “Todas essas habilidades, que me pareciam bobas, como pedaços desconectados de conhecimento, acabaram me garantindo um dos melhores trabalhos no campus, editando códigos de website e imagens para uma companhia de mídia nacional de renome.”

Classficicados emprego

Você já mexeu com ferramentas como essas? Ou, talvez, já tenha editado temas do WordPress ou efetuado peripécias semelhantes? É bom ficar de olho: isso pode valer algum dinheiro.

Desenvolva suas habilidades atuais

Goste você ou não do seu trabalho atual – e queira você ou não permanecer por mais algum tempo onde está -, sempre é tempo de dar uma alavancada nas proficiências. “Caso você conheça HTML básico e CSS, tente a sorte com linguagens de programação, a fim de desenvolver sites e aplicativos ainda mais profissionais”, diz Pearson, a título de exemplo.

“As companhias buscam trabalhadores espertos, motivados e passionais que possam desenvolver um grande trabalho”, ela acrescenta – reforçando novamente que muitas das suas habilidades “vendáveis” podem ter sido desenvolvidas ao longo de toda a vida. E, nesse caso, desenferrujar ainda se mantém como uma boa ideia.

Escolha projetos que explorem seus pontos fortes

Definidas as suas habilidades, passa a ser necessário mostrá-las a quem, eventualmente, assine seu contracheque. Para tanto, é imprescindível escolher projetos que explorem suas habilidades – as quais podem desembocar em melhorias para a empresa e em mais dinheiro no seu bolso.

Serviço na nuvem

Alguns exemplos:

  • “Dê uma olhada no site da sua companhia. Ele é amigável, informativo e confortável aos olhos? Há um desing coerente e o correto equilíbrio entre texto e imagens? Use suas habilidades para criar uma versão atualizada do site que contemple esses critérios.”
  • “Rascunhe uma solução de mídias que venda a marca da sua companhia e emita mensagens ao público-alvo”, diz a autora, recomendando o uso extensivo de redes sociais, hashtags e palavras-chave, consolidando a proposta e impressionando os superiores.
  • “Diminua a redundância ao tornar o sistema de arquivos da sua companhia baseado na nuvem.” Basicamente, armazenamento em nuvem pode ser mais rápido, barato e fácil de usar – desde que sejam escolhidas as ferramentas mais amigáveis ao usuário, incluindo os novatos sem muita experiência.

Negocie um aumento

Uma vez que você tenha divisado e/ou alavancado suas próprias habilidades, é chegado aquele momento mais ou menos constrangedor para muita gente: barganhar um aumento – seja para permanecer no seu cargo, para uma eventual troca ou para a criação de algo de acordo com as suas aptidões. “Deixe claro que suas habilidades e você são necessários”, escreve Pearson.

E ela continua: “[Mostre que] não apenas você se faz necessário no momento, mas que você é vital para o crescimento e para o desenvolvimento da companhia. Independente de qual seja o caso, converse com o seu chefe sobre ganhar mais dinheiro”. Para que o tiro não saia pela culatra, a ideia é marcar uma “reunião privada”, com “apresentação verbal e visual” bem preparadas e “pesquisa prévia” sobre os rendimentos de profissionais com função análoga à que você gostaria de desempenhar.

Entrevista de emprego

E o mais importante: seja profissional. “Trate esse encontro tanto como uma entrevista como quanto uma revisão de desempenho, em que você é aquele demonstrando por que deve ganhar mais dinheiro.”

Caso o aumento não ocorra...

Caso não exista espaço para o crescimento que você esperava dentro da sua empresa, a solução pode ser uma mudança de companhia ou mesmo de área de atuação. “Eu sei que mudar de carreira soa aterrador, mas pense da seguinte forma: se você está em um trabalho ingrato em que suas habilidades são subutilizadas e no qual você ganha menos do que deveria, não apenas você ficaria entediado e infeliz, mas a sua carreira e a sua vida pessoal podem pagar o preço.” Pois é. Às vezes chega a hora de desapegar e arriscar.

Encontre atividades paralelas

Para o caso de uma troca de companhia ou de setor não compensar no seu caso, também não é de se descartar uma aposta em outras atividades, a fim de ajudar a compor a renda. Conforme apontado no referido texto – e endossado por diversos órgãos de levantamento estatístico –, freelancers muitas vezes ganham mais do que trabalhadores formais em áreas análogas. Não custa arriscar.

garrafa de agua

Mantenha seu currículo atualizado

Em uma era de presteza sem precedentes, saber vender o próprio peixe de forma clara e objetiva pode fazer toda a diferença. “O seu perfil no LinkedIn reflete suas habilidades técnicas? Ele deveria. E o mesmo vale para o seu currículo, já que diversas companhias (sobretudo as menores, locais) ainda querem saber quem você é por intermédio de um papel”, diz Pearson.

“Faça-se tão vendável quando possível (...), de forma que, quando encontrarem o seu perfil, as pessoas fiquem tão impressionadas quanto deveriam ficar.” Seja qual for a sua pretensão, a ideia é manter tudo devidamente atualizado. “Você possui as habilidades que precisa. Mostre-as com orgulho”, conclui Pearson.

Linkedin

Fonte: Business Insider.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.