Laricas em geral: o que os campuseiros comem na Campus Party?

Por Joyce Macedo | 01 de Fevereiro de 2013 às 09h00

A comida na Campus Party é um assunto que sempre gera certa polêmica. Ano a ano muitos campuseiros reclamam, principalmente, do alto valor das refeições oferecidas no local.

As pessoas que acampam no evento geralmente têm a opção de comprar pacotes de alimentação que contam com café da manhã, almoço e jantar para todos os dias da feira. Este ano, o valor do pacote foi de R$ 224,40 e deveria ser adquirido antecipadamente.

Quem não optou por esse pacote tem que desembolsar um pouco mais para se alimentar dentro do pavilhão do Anhembi. Existe um restaurante self-service (R$ 39,90/kg) no local, que também oferece marmitex (R$12) e pizza (R$ 25). Além disso, também existem mais opções na praça de alimentação da área comum do evento. Lá é possível encontrar pratos feitos, lanches, pastel, yakissoba, beirute, mais pizzas e até mesmo cupcakes.

Alimentação na Campus Party

Foto: Luciana Zaramela / Canaltech

"Este ano não optei pelo pacote de alimentação, todos os dias é o mesmo cardápio, enjoa. Nessa edição da Campus estou preferindo o restaurante da Arena, a variedade é bem maior, mas o preço ainda é alto", conta Geizana Carneiro, que veio de Salvador (BA) pelo segundo ano consecutivo para acampar no evento.

A faixa de preço é superior ao que estamos acostumados a ver por aí, portanto, muitos campuseiros apelam para alternativas fora do pavilhão. Muitos encaram uma caminhada até um hipermercado que fica nos arredores do Parque do Anhembi para comprar lanches e outros tipos de congelados, já que existem alguns micro-ondas espalhados pela Campus (particularmente, só vimos dois aparelhos).

Salgadinhos, barrinhas de cereais e energéticos também fazem parte do cardápio diário dos campuseiros, inclusive uma máquina de capturar salgadinhos está instalada no pavilhão. Um grupo mais esperto trouxe caixas e mais caixas de macarrão instantâneo para vender.

Cup Noodles na Campus Party

"A procura pelo macarrão tem sido boa, os preços aqui são muito altos, só uma coxinha é R$ 6", conta Diego Martinez Garcia, um dos "empreendedores gastronômicos" da Campus Party. Ele diz ainda que dá para ganhar um dinheirinho com as vendas, além de facilitar a vida dos colegas campuseiros - ele sabe bem como é a situação, já que é o terceiro ano seguido que participa. "Já cobriu os gastos que tivemos para comprar o estoque", completa.

A bancada dos amigos de Gabriel Gustavo Cardoso está enfrentando a maratona da CPBr a base de macarrão instantâneo e pão com mortadela, comprados no mercado (não muito próximo), graças à ajuda de um amigo caridoso que deu uma carona para que as compras fossem feitas.

Outra ideia é apelar para os serviços de delivery da região e retirar o pedido na entrada do Parque. Pelo menos funcionou com a nossa equipe, que atacou uma comida chinesa! ;)

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.