Campus Party 2013: tranquilidade (até demais) marca edição do evento

Por Luciana Zaramela | 30.01.2013 às 20:16 - atualizado em 31.01.2013 às 03:13

A sexta edição da Campus Party Brasil parece estar causando mais sono que empolgação em muitos campuseiros. Além da dificuldade de transportes, os participantes do evento estão reclamando do elevado custo do ingresso, do conteúdo da feira e do tempo curto das palestras.

No início, a feira parecia um pouco devagar. Por todos os lados encontrava-se campuseiros entediados, encostados em sofás ou cadeiras e até tirando uma sonequinha. O espaço, muito bem estruturado, pareceu um pouco vazio à primeira vista; os gritos dos campuseiros foram ficando mais tímidos e cada vez menos frequentes.

Uma das principais atrações da feira, Buzz Aldrin, atraiu vários campuseiros para sua keynote. No entanto, o ex-astronauta da NASA não respondeu muitas perguntas e realizou uma palestra um tanto morna, na opinião de muitas pessoas que a assistiram. Em relação aos eventos anteriores, a Campus Party Brasil 2013 veio pouco recheada de brindes: os pendrives, mousepads, canetas, bonés, camisetas e sorteios de hard e sofware não ocorreram conforme o esperado.

Campus Party 2013

Campuseira dorme no sofá do evento na tarde... do primeiro dia!

Para os amigos Luciano e Luciana, de Manaus, a feira está interessante mas fraca de movimento. Algumas palestras atraíram muitos campuseiros, mas em outros anos, a impressão que se tinha era que as keynotes enchiam bastante. Eles queixam que as palestras das quais participaram poderiam se aprofundar mais em conteúdo.

A animação dos campuseiros parece ter tudo a ver com o horário. Pela manhã e no início da tarde, o movimento ainda estava um tanto devagar. Com o passar das horas (e também de acordo com a programação), observa-se uma maior movimentação pela feira em geral, maior participação nas palestras e maior entrosamento dos campuseiros com os expositores.

De qualquer forma, a feira tem seus méritos e continua a trazer novidades e conteúdo interessante para os campuseiros. Vários workshops, keynotes e oficinas trouxeram informações relevantes para quem é apaixonado por tecnologia. André Luiz, de Uberlândia, é campuseiro assíduo e está bastante satisfeito com o que tem visto pela feira. Para ele, a expectativa foi supreendida em relação aos eventos anteriores dos quais participou, principalmente pela organização: menor tempo de espera, menos filas e mais acesso a ícones do mundo nerd, como bloggers, vloggers e youtubers.

"As palestras que vi foram bem bacanas; eles melhoraram a questão do áudio, que no ano passado interferia muito entre os palcos, que ficavam um de frente para o outro", diz o campuseiro.

Confira abaixo uma divertida galeria com a galera esbanjando preguiça na Campus Party Brasil 2013.