Campus Party: do YouTube para youtubers: como melhorar seu canal de vídeos?

Por Pedro Cipoli | 31 de Janeiro de 2014 às 14h00
photo_camera Pedro Cipoli/Canaltech

O palco Gutenberg da Campus Party desse ano contou com a presença de Federico Goldenberg, responsável pela área de Mídias Sociais do YouTube, que nos contou um pouco sobre como funciona a publicidade dos vídeos. Há três maneiras de se tratar um conteúdo autoral no YouTube:

  1. Bloquear cópias de conteúdo, utilizando algoritmos de rastreio de vídeos completos ou partes que contenham áudio e vídeo do conteúdo original, que impede a monetização de terceiros;
  2. Apenas acompanhar quantas vezes o conteúdo foi postado em outros canais, uma abordagem normalmente utilizada para propagandas em vídeos de produtos, por exemplo;
  3. Utilizar as cópias em outros vídeos para gerar renda para o produtor original do conteúdo. Ao invés de bloquear republicações, o canal original pode utilizar o canal que copiou o conteúdo e ganhar parte da receita, sendo que a outra parte é enviada para o canal onde o vídeo foi visto.

Federico nos contou que há um algortimo que detecta se o usuário dá muitos "skips" nas propagandas que começam junto ao vídeo. Se um usuário logado com uma conta do Gmail não assiste a esses vídeos, as entradas são trocadas por banners que aparecem abaixo do vídeo. É importante destacar que quando o usuário clica em "skip" duas coisas acontecem: o dono do canal não ganha em cima do anúncio e nem o anuciante é cobrado.

Youtube

Federico Goldenberg na Campus Party Brasil 2014 (Foto: Pedro Cipoli/Canaltech)

Porém, você viu os 5 segundos de qualquer forma, não? Isso faz com que os anunciantes tenham que ser cada vez mais criativos para chamar a atenção do usuáiro, o que melhora a qualidade dos anúncios de forma que não fiquem tão maçantes para o usuário.

Federico citou dois casos de sucesso que nasceram no YouTube e se sustentam com a receita de publicidade dos vídeos. O primeiro, e mais conhecido, é o Porta dos Fundos, que desde o começo usou o YouTube como meio de divulgação de seus vídeos. O segundo é o canal da Galinha Pintadinha, que nos próximos dias será o primeiro canal brasileiro a passar da marca de 1 bilhão de visualizações.

Quer melhorar o seu canal? Federico deu quatro dicas, usando o Porta dos Fundos como exemplo:

  • Tenha uma rotina de upload, de forma que o usuário saiba quando terá um vídeo novo sem precisar entrar no canal;
  • Com dias fixados, é importante ter um horário padrão para subir os vídeos;
  • Além de bom conteúdo, é essencial ter uma marca que os usuários associem ao seu canal, como uma vinheta personalizada;
  • Ao finalizar o vídeo, fazer o usuário conhecer os outros vídeos do canal, o que aumenta, e muito, a probabilidade de compartilhamento e assinatura dos novos vídeos.
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.