Campus Party: Telefônica apresenta nova antena 3G/4G sustentável e rede de 40 GB

Por Rafael Romer | 27 de Janeiro de 2014 às 13h49
photo_camera Canaltech/Rafael Romer

A Telefônica Vivo abriu oficialmente a Campus Party 2014 nesta segunda-feira (27) após sua coletiva de imprensa. Neste ano, a empresa fornecerá uma conexão cabeada de 40 GB. "O campuseiro é um usuário ávido por comunicação e velocidade", afirmou Antonio Carlos Valente, presidente da Telefônica Vivo, durante o evento. De acordo com a empresa, a conexão deste ano equivale à demanda de 20 mil pessoas conectadas ininterruptamente a uma velocidade de 2 MB/s.

No ano passado, a sexta edição do evento teve picos de uso de 15 GB por segundo, e de acordo com a empresa, todo ano essa demanda por velocidade cresce 15%. "A percepção é que tem mais tráfico de upload do que download na rede", disse o executivo. Para evitar quedas da rede, o sistema utilizará duas saídas reduntantes.

Estarão disponíveis no Campus redes 3G e 4G da Telefônica Vivo proporcionadas pela nova antena "sustentável" da empresa. A antena tem todos os componentes eletrônicos enterrados e funciona como um simples poste de luz, o que reduz a poluição visual e diminui o consumo de energia. "Você evita coisas como corrosão em áreas marítimas e danos por incidencia de ventos", afirmou o executivo responsável . De acordo com Valente, os sites sustentáveis serão ainda ideias para a implementação das redes 4G, que demandam uma grande quantidade de torres pela alta frequência.

Neste ano, também será disponibilizada pela primeira vez uma rede Wi-Fi piloto na Campus Party, que poderá ser acessada por campuseiros que pegarem uma senha. "A tecnologia Wi-Fi não foi criada para suportar tantos dispositivos conectados, o espectro fica maluco. Vamos fazer o piloto, mas não sabemos se vai dar certo ou não", explicou Paco Ragageles, co-fundador e presidente da Futura Networks, organizadora da Campus Party.

De acordo com o organizador, um dos focos da Campus Party neste ano é a nova área dedicada a startups, que estará aberta a partir desta terça-feira (28) para empresas e visitantes interessados. "Desde o começo a gente identificou que aqui poderia ser um grande foco de empreendedores. Foi ocorrendo uma mudança com o passar do tempo e agora se consolidou esse espaço", afirmou Valente.

Campus Party Coletiva

O presidente da Futura Networks, Paco Ragageles (à esquerda), e o presidente da Telefônica Vivo, Antonio Carlos Valente, durante coletiva de imprensa da Telefônica (foto: Rafael Romer/ Canaltech)

Na área apelidada de Startups & Makers, 250 startups do Brasil e do exterior terão acesso a cerca de 100 investidores-anjo e fundos de investimento, além de ter acesso à área fechada do Campus, onde poderão entrar em contato com os campuseiros interessados. "Antigamente isso acontecia de forma espontânea dentro do Campus, essa é a resposta da Campus Party para isso", disse Paco.

Atividades para campuseiros

Neste ano a Vivo também vai disponibilizar smartphones Moto X com 4G para os campuseiros testarem o novo serviço over the top Vivo Música, para clientes da empresa, lançado oficialmente nesta segunda-feira. Em parceria com o Napster, o novo serviço da Telefônica permite streaming de música em tempo real por smartphone ou computador, ao preço de R$ 2,99 por semana. O serviço está disponível para smartphones e tablets, nas plataformas Android, iOS e, em breve, Windows Phone e Firefox OS, além de PCs.

Também lançado hoje, estará disponível ainda na arena o Vivo Sync, serviço para armazenamento e compartilhamennto de conteúdo entre smartphones, tablets, computadores e outros dispositivos. O serviço custará R$ 5,90 e permitirá o armazenamento de até 16 GB.

A empresa terá ainda o Zuum Vivo MasterCard no Campus, o lançado pela joint-venture formada pela Telefônica Internacional e MasterCard, a MasterCard Worldwide. O serviço permitirá o pagamento da conta de telefone, transferência de valores e recargas para celulares da operadora através de uma conta pré-paga vinculada ao celular do usuário. Dentro da Campus Party, os participantes poderão ter acesso a um cartão Zuum gratuito. Atualmente, o serviço já está disponível em 80 cidades brasileiras em período de experimentação.

Por fim, a empresa deve promover ainda uma hackathon durante esta semana com foco no fenômeno da Internet de Todas as Coisas (IoT). As equipes inscritas receberão um conjuno de sensores de temperatura, umidade e exposição à luz para construção de aplicativos que utilizem as tecnologias em soluções mobile. No dia 1º de fevereiro, os três melhores projetos serão premiados.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.