Campus Party: área de games terá mais conteúdo para desenvolvedores

Por Rafael Romer | 25 de Janeiro de 2013 às 10h05

Os campuseiros podem esperar mais palestras técnicas e de debates sobre games na Campus Party 2013. Segundo Moacyr Alves, que realiza a curadoria da área desde a edição do ano passado, muitos participantes da edição de 2012 da CP pediram mais conteúdo voltado para a técnica, que fugisse de apenas “tutoriais”. “O pessoal já vem com muito conhecimento, nós não precisamos mais ensinar tudo”, conta. O resultado são palestras que tratam assuntos do tipo "Como desenvolver o próximo jogo de 1 milhão de dólares", voltada para desenvolvedores que já conhecem a técnica, mas querem aperfeiçoar jogabilidade, gráficos e conhecer detalhes de grandes franquias.

Presidente da Associação Comercial, Industrial e Cultural de Games (ACIGAMES), Moacyr conta que toda a programação foi resolvida em cerca de quinze dias, com os contatos feitos pessoalmente por ele. "Eu estou nesse meio, então foi tudo bem fácil. A maior dificuldade é convencer algumas pessoas a ir, tem gente muito envergonhada nesse meio", brinca. A edição deste ano também terá mais lugares para a área dos games e uma disposição mais ampla, para que mais pessoas consigam acessar as palestras. “No ano passado o sucesso foi tão grande que teve gente indo buscar cadeiras de outras palestras para trazer para o palco de games”, conta.

Também envolvido na parte dos campeonatos que acontecerão na área Stadium da CP, Moacyr lamenta que neste ano apenas duas modalidades estarão presentes, contra três do ano passado. Tradicionalmente, o evento possui campeonatos de jogos de luta (como Street Fighter e Mortal Kombat) em consoles, de estatégia (Starcraft II) em PCs e mais um campeonato de jogos de corrida, mas a ausência de um título relevante neste ano cancelou o último.

As palestras de games também sofreram uma mudança de horário. Até o ano passado, elas começavam às 8h30 e seguiam até às 20h. “No primeiro dia estava tudo cheio, no segundo, já tinha pouca gente. O pessoal fica acordado até tarde e não consegue ir no dia seguinte”, conta Moacyr. Neste ano, os primeiros debates de games devem começar às 10h, e encerrar às 21h.

Entre os destaques desta edição, Moacyr aponta a mesa “Quando os pixels ganharam vida”, que contará a história do videogame no Brasil e no mundo; “Top 5 Indie Team”, que trará dicas para desenvolvedores independentes de games; e do simulador de Boeing 737 que poderá ser testado pelos campuseiros.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.