Tentativas de selfies mataram mais do que ataques de tubarão em 2015

Por Redação | 23.09.2015 às 08:32
photo_camera Foto: Reprodução

Tirar uma foto de si mesmo, ou uma selfie, na linguagem popular, deveria ser algo inofensivo. Mas para muitos o simples ato se tornou sinônimo de desastre.

O número de mortes de pessoas que tentam tirar selfies em locais perigosos se tornou tão alto neste ano que ultrapassou os falecimentos por ataques de tubarões. Somente em 2015, oito pessoas morreram assassinadas pelo animal e 12 vidas foram embora devido às selfies perigosas.

Quatro destas mortes aconteceram em quedas durante tentativas de se alinhar corretamente a uma foto. O caso mais recente é o de um japonês de 65 anos que caiu tragicamente de um conjunto de escadas no Taj Mahal. A segunda causa mais comum é o atropelamento por trens ou acidentes com equipamentos perigosos.

Também já foram registrados casos de mortes acidentais por armas de fogo, depois das pessoas tentarem tirar uma selfie com uma arma apontada para si mesmas.

A situação está tão séria que em alguns locais de entretenimento público estão proibindo as selfies de alguma forma, como é o caso da Disney, que não permite mais a entrada dos famigerados paus de selfie.

Para quem não acredita que as selfies são perigosas e que as pessoas não têm medo de se arriscar por uma foto, separamos uma lista com as 10 selfies mais perigosas já tiradas. Veja aqui.

Fonte: Pocket-Lint