Óculos com câmera tira fotos com piscar dos olhos

Por Redação | 22 de Julho de 2016 às 17h25

Todo mundo já sonhou em ter uma câmera que fosse integrada aos seus olhos. Sabe aquele momento em que você testemunhou algo, mas não deu tempo de sacar o smartphone para registrou ou simplesmente você não teve coragem de apontar o celular para fotografar? Pois alguém ouviu suas preces e criou um dispositivo que se aproxima muito desse conceito. Só que, ao invés de se conectar ao seu nervo óptico, ele usa o movimento de uma piscada para ativar a lente.

Parece loucura, mas é só a invenção de uma startup japonesa. Batizado de Blincam, o projeto havia sido colocado para financiamento coletivo em uma plataforma do país e, em pouquíssimo tempo, conseguiu coletar o montante necessário para a sua produção. E a proposta foi muito bem aceita, fazendo que eles superassem a marca estabelecida com muita folga. A ideia era coletar 1 milhão de ienes — cerca de R$ 30,9 mil na cotação atual —, mas eles conseguiram superar a incrível marca de 9,6 milhões de ienes (R$ 296,6 mil), ou seja 960% acima do esperado e faltando mais de dois meses para o término da arrecadação.

O conceito em si é bem parecido com aquilo que o Google Glass oferecia, colocando um pequeno dispositivo no are dos óculos. A diferença é que o Blincam utiliza um sensor que detecta quando o usuário pisca, fazendo o registro fotográfico sem que a pessoa precise usar as mãos para isso. Basta um simples movimento e pronto. Além disso, a câmera se integra a um aplicativo para smartphones que permite que você visualize a imagem na hora, o que facilita saber se o resultado final ficou do jeito que você queria ou se vai ser preciso piscar mais uma vez.

A startup revelou ainda que o acessório conta com um pequeno alto-falante que emite um sinal sonoro sempre que tira uma foto, além de um indicador de LED para você saber quando conectar a câmera na bateria, bastando inserir um pequeno cabo micro USB. E ele traz ainda conectividade com dispositivos via Bluetooth e 32 GB de armazenamento interno — mais do que o suficiente para lidar com o sensor HD CMOS utilizado pela câmera.

A demonstração apresentada no vídeo do projeto é algo realmente impressionante, principalmente pela praticidade proposta. Tudo bem que é bem estranho você ver uma pessoa piscando sem parar na rua, além de abrir margem para mal-entendidos, mas o conceito por trás da Blincam. Como um idealizador do projeto Shota Takase explica, a ideia é fazer com que o usuário não perca nenhum momento, já que a lente vai ser quase que o seu próprio olho.

Resta saber se, na prática, tudo vai ser tão lindo assim. A startup revelou que já desenvolveu uma versão Alpha da Blincam, mas que ela ainda enfrenta alguns problemas técnicos e que o valor arrecadado pelo crowdfunding serve exatamente para ajudar a acelerar essa produção, corrigindo essas falhas. E é melhor correr contra o tempo, já que a ideia é enviar os primeiros modelos já no próximo mês de dezembro.

Via: Digital Photography Review, Makuake