Nikon aposenta sua última linha de câmeras compactas mirrorless

Por Carlos Dias Ferreira | 11 de Julho de 2018 às 20h20

A Nikon acaba de encerrar a produção do seu último modelo de câmera a apresentar formato mirrorless — apenas com sensor digital, sem espelhos articulados mecanicamente. A série 1 andava sem atualização há três anos, de forma que o cancelamento já era aguardado. “As câmeras da 1-series, incluindo lentes e acessórios, não estão mais em produção”, disse um representante da marca ao site Digital Trends.

Após sete anos de existência, os primeiros rumores envolvendo o fim da série 1 começaram a circular no ano passado. Apesar da “crônica de uma morte anunciada”, entretanto, a notícia é particularmente onerosa para quem investiu nas lentes intercambiáveis — que não são compatíveis com nenhum outro modelo.

Pioneira, mas defasada

Mais voltada para entusiastas do que propriamente para fotógrafos profissionais, a linha Nikon 1 teve, de fato, seu momento de glória e pioneirismo. Embora o sensor de uma polegada não pareça grande coisa hoje em dia, vale lembrar que a linha foi a primeira a apresentar uma câmera compacta com lentes intercambiáveis totalmente à prova d’água (sem necessidade de nenhum acessório externo), a AW1.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Já a Nikon 1 J5 foi lançada como uma das compactas mais rápidas do mercado, capaz de registrar 20 quadros por segundo. O problema é que a vantagem não foi levada adiante pelos anos seguintes — e hoje há investimentos muito mais coerentes dentro da mesma faixa de preço, como a Sony A9, que ainda inclui um sensor de dimensões maiores.

O abandono da série 1 faz parte de uma reestruturação em curso desde 2016, processo que também levou ao cancelamento da linha de compactas DL (antes mesmo que fosse lançada). Embora circulem rumores envolvendo uma nova linha mirrorless, a ideia de que a Nikon possa abandonar o segmento para se dedicar apenas aos modelos mais parrudos ainda parece razoável. É esperar para ver.

Fonte: Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.