Hitachi quer lançar câmeras que não usam lentes

Por Redação | 18.11.2016 às 20:52

Você já imaginou dirigir um carro que não tem rodas? E usar um notebook que não tem teclado? Olha, se você acha que coisas assim são impossíveis, é melhor pensar duas vezes. Afinal, a Apple inventou um smartphone sem saída para fones de ouvido. E agora, a Hitachi quer lançar uma câmera fotográfica que não tem lentes!

É isso mesmo: a Hitachi está trabalhando pesado para construir um novo modelo de câmera digital que não usa lentes comuns para fotografar. Em vez disso, a companhia diz que as imagens serão capturadas e depois terão o foco reprocessado. Isso é algo bem semelhante a essa sacada da Apple de ter tirado o conector para fones de seus iPhones 7 e 7 Plus a fim de ganhar espaço para outros componentes. A companhia afirma que as câmeras que usarão este novo tipo de tecnologia serão bem mais leves e finas.

Aliás, fabricar câmeras fotográficas sem as lentes é possível graças a uma técnica chamada "padrão Moiré". Tentando resumir ao máximo, é a técnica em que um filme padronizado com círculos concêntricos é posicionado na frente do sensor, e a imagem da sombra formada por um raio de luz irradiado no filme é capturada por ele. Assim, durante o processamento da imagem, um padrão similar é sobreposto na sombra e os espaços que sobram dessa sobreposição formam novas imagens. Por interferência de uma sombra com a outra, as duas acabam apresentando um novo padrão por meio de franjas. Graças a um processo chamado "transformação Fourier", as imagens são traduzidas em cores e formas.

A companhia também espera utilizar esse novo tipo de fotografia em outros setores, como carros autônomos, robótica e sistemas de vigilância. Aliás, com essas novas câmeras, a Hitachi promete conseguir capturar os rostos das pessoas filmadas em circuitos internos de TV, por exemplo, que devido ao baixo alcance focal das câmeras tradicionais, acabam aparecendo no vídeo com a face borrada. O "Moiré fringes" seria a solução para ter mais clareza nesse sentido.

Fonte: Hitachi (newsroom)