Cientistas criam câmera capaz de dizer do que objetos são feitos

Por Redação | 07 de Abril de 2015 às 09h56
ReproduçãoGizmag

Técnicos da Universidade de Tel Aviv, em Israel, desenvolveram uma câmera de celular com uma função inesperada e impressionante: ela é capaz de revelar a composição química dos objetos capturados em suas imagens. A Unispectral, como foi batizada, torna isso possível devido a um tipo de sensor de imagem com capacidade de captar ondas de luz que não são perceptíveis pela visão humana.

A câmera funciona da seguinte maneira: o objeto fotografado emite uma "assinatura" eletromagnética, que é interpretada pela câmera de hiperespectro. Dessa forma, ela é capaz de detectar a composição química dos objetos, analisando os padrões eletromagnéticos das ondas de luz emitidas ou refletidas por eles.

Na verdade, câmeras com essas capacidades já existem, mas são usadas apenas no meio científico (são aparelho muito grandes, aliás). O que é interessante na pesquisa dos técnicos israelenses é a busca por compatibilidade da Unispectral com os smartphones atuais, ou seja, a ideia é disponibilizar uma câmera compacta com sensores adaptáveis para um público além do meio acadêmico-científico.

Assista Agora: Descubra o jeito certo de criar verdadeiros times de alta-performance e ter a empresa inteira focada em uma única direção.

Câmera identifica substâncias

A novidade pode ser apresentada ainda este ano, em julho. Segundo os criadores do projeto, a Unispectral teria aplicações em aparelhos voltados para o usuário comum, além de uso na indústria automobilística, em biotecnologia e até no setor de defesa e segurança pública.

Fonte: Gizmag

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.