Smartphones já são melhores que as câmeras digitais vendidas cinco anos atrás

Por Redação | 16 de Outubro de 2012 às 14h00

Quem diria que em um prazo de apenas cinco anos nossos smartphones desempenhariam melhor função fotográfica que as câmeras digitais da época, construídas especialmente para tirar fotos? Pois elas perderam espaço para os telefones, que hoje são aparelhos equipados com sensores de imagens poderosos, de 8 a 12 megapixels, além de flash, sensores iluminados ou a combinação de ambos.

Para muitas pessoas, a câmera no smartphone é a única câmera digital que possuem, ou é a principal. O que de fato turbina a preferência pelas câmeras embutidas em smartphones são os aplicativos direcionados a fotografia, como o Instagram. Eles fazem do smartphone uma solução completa para atender as necessidades de muitos consumidores.

Mas como estas câmeras conseguiram preferência em relação às câmeras digitais? De acordo com um estudo realizado pela DxOMark Mobile, não é difícil entender o motivo.

A maior desvantagem das câmeras de smartphones versus câmeras digitais comuns era a quantidade de ruído nas imagens, que resulta dos minúsculos sensores utilizados nos smartphones (que, por estarem cada vez mais finos, exigem componentes cada vez mais compactos). O menor tamanho da lente resulta em menos entrada de luz até o sensor, o que gerava fotografias com aspecto ruidoso. Com a nanotecnologia, essa relidade começou a mudar, e as lentes dos smartphones ganharam qualidade.

Dependendo do smartphone, o ruído pode até ser reduzido com o uso de filtros. O iPhone 5, que conta com a melhor câmera de todos os smartphones, na opinião dos consumidores, possui alguns artefatos a mais em relação ao rival Galaxy S III. O smartphone top de linha da Samsung conta com filtros redutores de ruídos, o que de fato acaba melhorando a qualidade da imagem no final.

Os vídeos, no entanto, são outra história. Muitos smartphones de primeira linha oferecem qualidade HD de 720p para gravação de vídeos, enquanto um grupo seleto destes dispositivos filma em 1080p, ou Full HD. É o exemplo do Galaxy Note II. Em testes de mercado, o Galaxy S III tem uma pontuação elevada no quesito qualidade de vídeo, desbancando várias câmeras digitais dedicadas, como a Canon Powershot S1000, que tem apenas um ano de vida.

E você, tem um smartphone moderno, câmera digital ou camcorder? Você concorda com os resultados da pesquisa da DxOMark? Já aposentou sua câmera digital em função da câmera do celular? Conte para nós suas experiências com fotografia e filmagem digital em seus dispositivos!

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.