GoPro começa a fabricar câmeras no Brasil e baixa preços em até 30%

Por Redação | 24 de Novembro de 2014 às 12h52

Conhecida em todo o mundo pelas câmeras de aventura, a GoPro anunciou que começará a fabricar suas câmeras no Brasil e trará a linha Hero para o país por um preço mais em conta. O anúncio foi feito por Drew Goldman, diretor de vendas da marca na América Latina, e divulgado pelo Estadão.

A GoPro também anunciou parcerias com as varejistas Ponto Frio, Fnac, Fast Shop e Submarino, que começarão a comercializar os aparelhos montados no país já nesta segunda-feira (24). O modelo escolhido para fazer a estreia no país foi o Hero 3+ Black Edition. Segundo Goldman os brasileiros têm a “combinação perfeita para a GoPro”, que une paixão por esportes e redes sociais.

Antes vendida por R$ 2,4 mil no país, a Hero 3+ poderá ser encontrada nas lojas parceiras por R$ 1,7 mil. A tendência é que a redução de 30% no preço seja mantida para os próximos lançamentos da empresa no país, como a Hero 4. O modelo top de linha é capaz de filmar em 4K e possui tela sensível ao toque. Segundo Goldman, a expectativa é que o modelo nacional comece a ser comercializado em janeiro do próximo ano e, com ele, a marca possa alcançar uma distribuição local em todo o Brasil.

A GoPro foi criada em 2002 por Nick Woodman e em 2013 já era líder mundial no segmento de câmeras digitais de vídeo, com 30,4% do mercado global e 4,1 milhões de unidades vendidas no ano. O segundo lugar fica com a Sony, que possui 20,8% do mercado.

No segmento de câmeras de ação, a predominância da GoPro é ainda mais expressiva e a empresa fica com 47,5% do mercado, enquanto a Sony alcança 6,5%. No Brasil, a Sony marca presença na venda de câmeras de ação com a Action Cam AS15, que é fabricada no país desde o ano passado e tem um preço sugerido de R$ 1 mil.

Para a japonesa, a chegada da concorrente é uma boa para o mercado e pode aumentar o interesse dos brasileiros para este tipo de produto. Segundo o diretor local de marketing da Sony, Carlos Paschoal, no Brasil o segmento ainda não é tão bem explorado e é responsável por apenas 10% do mercado de filmagens. Nos EUA, esse percentual é de 33%.

A vinda da GoPro para o país acontece pouco depois da empresa se lançar no mercado de ações e seus papéis se valorizarem 300%. Atualmente, a empresa é avaliada em US$ 9 bilhões.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/link/gopro-vai-produzir-cameras-no-brasil/

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!