Arte: fotógrafo registra antenas de celular disfarçadas de árvores

Por Redação | 01 de Abril de 2013 às 06h05

A expansão das redes de transmissão de telefonia e internet móvel se tornaram a principal preocupação de muitos governos ao redor do mundo, mas a instalação de novas antenas pode causar sério impacto ambiental e visual nas cidades. Mas, em alguns lugares, as empresas de telefonia estão optando por camuflar suas antenas como se fossem árvores de verdade.

Depois de perceber a estratégia visual das operadoras, o fotógrafo sul-africano Dillon Marsh decidiu registrar todas as antenas-árvores e criou a série fotográfica 'Invasives Species' (Espécies Invasoras, em tradução livre). "Em muitos casos, as antenas disfarçadas não são notadas", afirmou Marsh em entrevista ao blog Rawfile da revista Wired.

A história das antenas de telefone disfarçadas de árvores começou na África do Sul na metade dos anos 1990. Ivo Branislav Lavic, que trabalhava para uma empresa de serviços de telefonia chamada Brolaz Projects, foi convidado para pensar em uma solução para acabar com a poluição visual gerada pelas antenas. Junto com Aubrey Trevor Thomas, a primeira antena-ávore foi instalada no subúrbio de Cape Town em 1996, com as folhas artificiais criadas a partir de um tipo de plástico não-tóxico.

Antenas camufladas árvores

Reprodução: Dillon Marsh

Dillon Marsh fotografou torres camufladas espalhadas por várias cidades e publicou todas as imagens em seu site oficial. Segundo reportagem da Wired, disfarçar uma antena de telefonia móvel com as folhas artificiais pode custar até US$ 150 mil (R$ 300 mil) para as empresas de telecomunicações.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.