Dropbox deve abrir capital ainda no primeiro trimestre de 2018

Por Redação | 12 de Janeiro de 2018 às 13h06
DepositPhotos
Tudo sobre

Dropbox

Após anos de declarações de executivos e especulações, o Dropbox finalmente deu o pontapé inicial em sua aguardada abertura de capital. De acordo com informações de fontes ligadas à empresa, o serviço de hospedagem na nuvem já teria registrado o movimento junto às autoridades americanas, além de já contar com bancos de investimento que cuidarão da oferta pública inicial das ações (IPO).

A movimentação estaria acontecendo de maneira confidencial, principalmente devido à avaliação de mercado da empresa. O Dropbox tem valor estimado em US$ 10 bilhões, mas tanto investidores quanto a diretoria da companhia acreditam que esse número está defasado, com os trabalhos de uma nova análise já em andamento juntamente com os movimentos para abertura de capital, que a companhia deseja ver acontecendo ainda neste primeiro semestre.

As firmas de investimento J.P. Morgan Chase e Goldman Sachs Group seriam as responsáveis pelo IPO, com o Dropbox buscando outros bancos para preencher papéis adicionais na listagem. Ao mesmo tempo, aguarda aprovação regulatória nos Estados Unidos enquanto conversa com potenciais investidores que estariam interessados na oferta pública das ações.

Assista Agora: Nunca mais contrate funcionários para sua empresa! Comece o ano em uma realidade completamente diferente!

A espera deve ser suficiente para que o Dropbox divulgue os números relacionados ao último ano fiscal, com expectativa de vendas no valor de US$ 1 bilhão. O número é fruto de um trabalho intenso de adequação e foco nos serviços mais lucrativos da companhia, de olho, justamente, em uma abertura de capital que pode não estar entre as maiores já realizadas, mas que já vem chamando a atenção de investidores.

Apesar disso, a empresa não recebe novos aportes de capital desde 2014, quando foi obtida sua avaliação de mercado na casa dos US$ 10 bilhões. O crescimento com as próprias pernas exibido desde então seria responsável por um aumento nesse valor, que não seria tão grande assim, mas suficiente para atrair ainda mais os olhares de possíveis interessados em investir na companhia.

Este seria o objetivo final do IPO: aumentar o valor da marca a partir da atenção dada a ela pelo próprio mercado. Tudo isso, entretanto, não passa de especulação, já que, como dito, toda a movimentação deveria acontecer de maneira confidencial, não fossem os relatos vazados para a imprensa internacional.

O Dropbox não falou publicamente sobre o assunto, assim como os outros nomes potencialmente envolvidos na abertura de capital.

Fonte: Fortune

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.