CEO da Uber quer permitir a venda de ações da empresa até 2020

Por Redação | 09 de Novembro de 2017 às 15h41
photo_camera divulgação
TUDO SOBRE

Uber

Dara Khosrowshahi, que assumiu o lugar de Travis Kalanick como CEO da Uber, esteve em conferência realizada pelo New York Times hoje (9) e já demonstrou que seu posicionamento diverge bastante das decisões tomadas por Kalanick no passado.

Khosrowshahi anunciou o interesse da Uber em abrir oferta pública inicial e disponibilizar suas ações para o público em geral. Travis era veementemente contra a venda de ações da empresa.

"A Uber tem todas as desvantagens de uma empresa pública, com todos os holofotes voltados para nós, só que sem nenhuma das vantagens", disse Khosrowshahi. As datas esperadas para que se iniciem as vendas de ações da Uber estão entre abril de 2019 e o fim de 2020.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ele afirmou ainda que a SoftBank não tem nenhum interesse em particular de aderir às ofertas públicas.

Avaliada em US$ 68 bilhões, a oferta pública inicial da empresa deve ter grande impacto no mercado de ações assim que for aberta aos acionistas.

A razão para startups atualmente demorarem mais para colocar suas ações a venda é porque se tornou mais fácil para companhias mais bem desenvolvidas levantar capital privado. Mas, como disse em julho o diretor da empresa para a Ásia e América Latina Andrew Macdonald, já é hora da Uber parar de agir como uma startup.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.