Avaliada em US$ 27 bi, Spotify é a sétima empresa mais valiosa com IPO nos EUA

Por Ares Saturno | 04 de Abril de 2018 às 17h36
Tudo sobre

Spotify

Das empresas estadunidenses que lançaram suas IPOs atualmente, o Spotify é a sétima mais bem avaliada, do alto dos seus US$ 27 bilhões. E poucas pessoas no mundo estão mais felizes com essa notícia que Daniel Ek, que, além de ser CEO da empresa, também é dono de 9% da plataforma de streaming de música, o que significa que ele tem cerca de US$ 2,3 bilhões, de acordo com o preço atual das ações. O cofundador Martin Lorentzon, menos conhecido na mídia, detém cerca de US$ 3,1 bilhões.

Diferentemente de outras empresas que se listam nos mercados de ações, no caso da IPO do Spotify não há uma cláusula de lock-up. Isso significa que Ek e Lorentzon poderiam vender de suas ações o quanto quisessem hoje mesmo, não sendo necessário mantê-las durante um período de tempo.

Dentre os nomes de outros donos de grandes cotas de ações da empresa estão Tiger Global, TCV e Tencent. Esse último, um conglomerado de empresas da China, é o único detentor de ações da Spotify que não pode vender sua parte de imediato, num acordo de lock-up único. Cada uma das três empresas controla entre 5% e 10% das ações da plataforma.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Como a Spotify teve grande sucesso na venda de suas ações privadas, é difícil dizer quanta grana foi colocada por investidores na empresa. Não é possível saber, por exemplo, se alguma dessas empresas compraram ações de forma discreta anteriormente.

Fonte: Recode

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.