Siga o @canaltech no instagram

Após dois bons anos de lucro, Airbnb pode abrir IPO em 2019

Por Wagner Wakka | 15 de Janeiro de 2019 às 21h38
divulgação

Depois de dois anos de lucro, a Airbnb pode estar mais próximo de abrir seu capital na bolsa. Nesta terça-feira (15) a empresa apresentou alguns números de 2018 em memorando interno e informou que pode buscar seu IPO em 2019. A CNBC teve acesso a este documento.

A empresa teria interesse em abrir seu capital baseada em uma medida de dois anos de receita de Ebitda. Este é um conceito usado para medir o potencial de geração de caixa de uma determinada companhia. A palavra vem da sigla em inglês de “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização” (também conhecida por aqui como Lajida). Dessa forma, leva em conta tudo que a empresa recebeu tirando estes quatro pontos, o que representaria potencial de caixa da Airbnb. Com dois anos de bom Ebitda, agora a companhia pode se sentir mais confortável em arriscar seu IPO.

No memorando, segundo a CNBC, ela informou que espera atingir a marca 500 milhões de hóspedes em seu serviço já no primeiro trimestre de 2019, isso somando os 10 anos da empresa. O marco poderia ser considerado ousado já em setembro do ano passado, quando ela informou que tinha batido a marca de 400 milhões. Ou seja, seria necessário que um quarto dos usuários de 10 anos reservassem apartamentos pelo serviço em apenas seis meses. No terceiro trimestre de 2018, a empresa contudo bateu também a marca de receitas na casa de US$ 1 bilhão.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A expectativa de que a empresa abra seu capital neste ano também ganha mais força quando se lembra da entrevista de maio do ano passado feita com o CEO do Airbnb, Brian Chesky, para o Recode. Ele mesmo chegou a cogitar claramente a possibilidade. “A companhia estará pronta para o IPO no próximo ano [2019], mas eu não sei se iremos”, disse de forma segura.

Fonte: CNBC, BTG, Recode

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.