Ações da Microsoft atingem recorde histórico

Por Carlos Dias Ferreira | 20 de Julho de 2018 às 18h32
Tudo sobre

Microsoft

A Microsoft acaba de atingir uma meta financeira histórica. Após contabilizar um trimestre forte, impulsionado em grande parte por serviços em nuvem, a companhia viu suas ações subirem cerca de 5% nesta sexta-feira (20) – negociadas por valor histórico de US$ 108,20. Como resultado, a empresa teve seu valor de mercado aumentado em US$ 30 bilhões, passando a um total de US$ 832 bilhões.

“Com base nesses números, [a Microsoft] foi capaz de bater todas as expectativas mantidas por investidores – e eu não vejo nada que possa ser alvo de críticas nisso”, disse o gestor da Synovus Trust Daniel Morgan, em entrevista à Reuters. Após os resultados, pelo menos seis corretoras aumentaram suas metas de preço em relação aos papéis da empresa.

Azure e Satya Nadella

Os bons ventos passaram a soprar após reestruturação promovida pelo atual CEO Satya Nadella, cuja atuação iniciada em 2014 teve como foco reinventar a forma como a companhia conduzia seu setor de softwares. Sob o comando de Nadella, os serviços associados ao Microsoft Azure experimentaram um crescimento de 89%.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

“Nossos primeiros investimentos serviços inteligentes de nuvem estão dando seu retorno agora, e nós vamos continuar a expandir nosso alcance nos mercados em ascensão com várias inovações”, disse Nadella em conferência recente (via Reuters). No limite do horizonte de eventos da companhia, o que há são pesos-pesados como Amazon – e seus Web Services – e também a Google.

Os resultados financeiros publicados pela Microsoft em relação ao seu último trimestre mostraram que a empresa está longe de perder o embalo iniciado no ano passado. O impulso adicional vem, sobretudo, dos segmentos de serviços em nuvem e jogos eletrônicos, cujas expansões foram de 23% e 39% ano a ano. A linha Surface também vem mostrando bom desempenho, representando atualmente um negócio de US$ 1,1 bilhão.

Fonte: via Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.