BNDES planeja criar setor na bolsa de valores de São Paulo para empresas de TI

Por Redação | 07 de Março de 2013 às 14h16

O BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) afirmou nesta quinta-feira (7) que estuda a criação de um setor dentro da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) voltado para as empresas nacionais de Tecnologia da Informação que planejam abrir seu capital e conquistar investimentos. A medida é muito parecida com o que acontece na Nasdaq, nos Estados Unidos, considerada a bolsa preferida do mercado de tecnologia. As informações são do jornal A Folha de S. Paulo.

O órgão planeja acelerar o processo de busca por investimentos de empresas que já estão listadas na Bovespa e ampliar as vendas de ações a partir das tendências detectadas por seu braço na bolsa, o BNDESPar. Empresas como Totvs, Linx e Bematech receberam investimentos do banco nacional antes mesmo de iniciarem suas atividades na bolsa de valores, e o BNDES também planeja concentrar as empresas de TI no Bovespa Mais, grupo este que possui normas mais rigorosas no quesito transparência nos negócios.

Atualmente, o BNDES tem participação comercial em mais de 30 empresas brasileiras do setor de TI e para receberem os investimentos do órgão, as companhias tiveram que passar por uma série de análises de transparência e prestação de contas. Além disso, o banco acredita que o setor deve crescer muito no Brasil nos próximos anos e, somente entre 2011 e 2012, ele ampliou sua participação no PIB (Produto Interno Bruto) do país de 4,5% para 5,2%.

A assessoria de imprensa da Bovespa negou ao site Olhar Digital que tenha intenções de criar uma 'Nasdaq brasileira' e que não há qualquer projeto para a destinação do Bovespa Mais apenas para as empresas de tecnologia. Portanto, o projeto é uma iniciativa apenas do BNDES e a bolsa de valores não confirmou as informações de que ela trabalharia em conjunto com o banco para otimizar as vendas de ações das companhias no setor de TI que passam pelo BNDESPar.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.