Ações da Nokia sobem 47% após venda

Por Redação | 03 de Setembro de 2013 às 14h51

O negócio ainda não foi fechado, mas os investidores já estão aprovando ou penalizando a aquisição da Nokia pela Microsoft. As ações da Microsoft abriram o dia em queda de 5,2%, caindo para US$ 31,75. Já as ações da Nokia abriram a €4,36. Em relação ao preço de fechamento de ontem, que foi €2,96, isso representa um aumento de 47%. Agora negociadas a € 4,14, o preço das ações permanece forte.

Com o acordo, a Microsoft aumentará sua lista de funcionários para 32 mil, enquanto a Nokia passará a ter 24 mil, uma maneira eficiente de reduzir custos.

Desde 2007, a ações da Nokia caíram 82% e os acionistas queriam ver uma grande mudança na empresa e a linha de smartphones com Windows Phone, criada por Stephen Elop em 2011, não foi o suficiente.

Com a ação radical de vender a empresa, os investidores estão otimistas, acreditando na possibilidade de a Nokia encontrar novas indústrias e se reinventar, o que já realizou diversas vezes em seus 150 anos.

Já para a Microsoft, a história é bem diferente: A compra de US$ 7.2 bilhões foi arriscada. Assim como o Google, que comprou a Motorola por US$ 12,5 bilhões em 2012, a empresa terá o desafio de lidar com uma divisão de smartphones complicada e com milhares de empregados.

A Microsoft deve investir US$ 1 bilhão no setor de smartphones, responsável pela série topo de linha Lumia e pela linha de aparelhos Symbian, que rende cada vez menos.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.