Ações da Foxconn recuam depois do anúncio do seu baixo rendimento no 1º semestre

Por Redação | 28 de Agosto de 2012 às 14h38

As ações da Foxconn International, uma das principais produtoras de componentes para aparelhos móveis, recuaram no pregão da manhã desta terça-feira (28) em aproximadamente 8%, depois do anúncio dos piores resultados no primeiro semestre em toda a história da companhia.

De acordo com a CNBC, a empresa afirmou que os péssimos resultados se devem aos baixos lucros com os pedidos de clientes importantes, como é o caso da Nokia. A companhia ainda afirmou que estava preparada para pagar o preço pela desaceleração da economia devido à crise do euro.

A Foxconn ainda advertiu sobre as incertezas na demanda global de componentes para celulares no segundo semestre de 2012, fazendo com que suas perspectivas de rendimentos anuais diminuam consideravelmente. A companhia concentrará suas ações na redução dos custos no setor de aparelhos.

Segundo a Reuters, a empresa informou que teve perda líquida de US$ 226,07 milhões no período entre janeiro e junho deste ano, muito maior do que a perda registrada no mesmo período em 2012, de US$ 17,65 milhões.

A companhia, que não divulga seus resultados fiscais trimestrais, obteve o pior resultado desde 2005 e forte queda em seus rendimentos no primeiro semestre pelo quarto ano consecutivo. Os resultados atuais foram muito piores do que o estimado por analistas, que acreditavam que a empresa iria registrar perdas na casa dos US$ 38 milhões.

Foxconn fachada funcionários

Os resultados foram muito piores do que o estimado por analistas

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.