Pokémon GO interrompe discurso sobre combate ao Estado Islâmico nos EUA

Por Redação | 22 de Julho de 2016 às 12h03
photo_camera Divulgação

Como se não bastasse ter se tornado o assunto mais comentado das últimas semanas, Pokémon GO já virou a prioridade de muita gente. Mais importante, por exemplo, do que as medidas dos Estados Unidos para combater as ameaças do Estado Islâmico. Pode parecer exagero, mas foi exatamente isso o que aconteceu durante um pronunciamento do porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, John Kirby.

O oficial estava discursando em uma coletiva de imprensa sobre as políticas adotadas pelo país no combate ao grupo terrorista, mas interrompeu sua fala ao perceber que um dos jornalistas presentes na sala estava mais interessado em capturar um Pokémon do que nas informações que ele tinha a oferecer. No meio do seu relatório, ele parou tudo o que estava fazendo e perguntou ao repórter se ele estava mesmo jogando o game, ao passo em que o jornalista confirmou, dizendo estava apenas dando uma olhada no aplicativo.

Diante do ocorrido, Kirby ficou visivelmente irritado e finalizou o relatório de maneira resumida, dizendo de maneira genérica que o combate ao Estado Islâmico é um grande desafio e que, por isso, eles precisam continuar trabalhando em conjunto com aliados para combater o grupo extremista. Logo em seguida, ele voltou a abordar o jornalista, perguntando se ele conseguiu capturar a criatura que parecia mais interessante do que o combate ao terrorismo. O repórter respondeu que não por conta da qualidade do sinal de internet. Depois do despautério, Kirby se retirou se desculpando pelo “problema” causado pelo Departamento de Estado ao treinador.

Essa não é a primeira vez que Pokémon GO interrompe alguma atividade por conta da distração de seus jogadores. Além de todos os acidentes relacionados ao jogo, tivemos outros casos de jornalistas que simplesmente atravessaram transmissões ao vivo na TV enquanto jogavam, além do caso de um jovem que bateu seu carro contra uma viatura da polícia por estar prestando mais atenção ao game do que no trânsito.

Tudo isso porque Pokémon GO traz uma mecânica de geolocalização no qual os monstrinhos podem aparecer em qualquer momento e a qualquer hora. No caso da interrupção do discurso de John Kirby, muito provavelmente o Pokémon surgiu na pior hora possível e o jornalista em questão não soube ignorar a descoberta. Ao invés de esperar alguns minutos em nome do bom senso, ele preferiu deixar o profissionalismo de lado e acabou passando essa vergonha enorme diante de um dos nomes fortes do governo norte-americano.

O nome do jornalista não foi revelado — embora seja apenas uma questão de tempo para que a internet descubra isso.

Via: CNN (YouTube)

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.