Hoverboard pega fogo, destrói casa e rende processo à Amazon

Por Redação | 01 de Novembro de 2016 às 19h19

Os casos de hoverboards pegando continuam dando o que falar — e você já deve ter lido alguns deles aqui no Canaltech, aliás. Um deles envolve um verdadeiro incêndio e uma dor de cabeça enorme para todos os envolvidos: um casal de Nashville, nos Estados Unidos, resolveu comprar um brinquedo destes para seus filhos e, como consequência, viu sua casa incinerada.

O caso ocorreu em janeiro, mas veio à tona agora, depois de chegar na justiça: o hoverboard foi adquirido no Natal do ano passado. Em janeiro, o brinquedo sofreu combustão espontânea e destruiu "virtualmente todos os pertences pessoais da família em questão de minutos", e pior, quase matou a filha de 16 anos e o filho de 14, de acordo com a denúncia dos pais.

hoverboard incendio

Hoverboard após explosão

Eles compraram o aparelho em uma loja virtual hospedada no marketplace da Amazon, chamada W-Deals. O hoverboard supostamente viria equipado com uma bateria original da Samsung, mas não foi o caso. Aliás, o casal disse que tentou enviar várias correspondências ao endereço informado no site da loja, mas nunca obteve uma resposta sequer. Desconfiados, o pai e a mãe de família foram averiguar e descobriram que a loja é falsa; o endereço que ela usa no site na verdade é fantasma e se refere a um prédio residencial no Brooklyn, Nova York, que nada tem a ver com o caso.

Segundo as leis estaduais do estado do Tennessee, quando o fabricante ou vendedor não é encontrado, o responsável legal passa, automaticamente, a ser o varejista responsável por ceder espaço à loja terceirizada. Em outras palavras, o peso da responsabilidade recai sobre os ombros da Amazon.

Depois de todos estes meses estudando o caso e procurando uma solução, o advogado da família resolveu tomar uma decisão e, agora, eles estão processando a Amazon em 30 milhões de dólares. A família alega que perdeu US$ 1,9 milhões em materiais e bens, e também busca compensar os danos morais e transtornos emocionais decorrentes do ocorrido.

casa queimada

A casa, completamente destruída após o incêndio

Enquanto fugiam do incêndio, os dois adolescentes quebraram janelas e pularam do segundo andar direto para o jardim da casa, ficando com ferimentos leves. Já o pai quebrou dois ossos e torceu um punho ao tentar escapar das chamas.

Até o momento, a Amazon preferiu não comentar sobre o assunto.

Com informações do Ars Technica

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!