EUA vão exigir senha de redes sociais de viajantes que pedirem visto

Por Redação | 08.02.2017 às 11:54

Em mais uma medida polêmica, o governo de Donald Trump estabeleceu que as embaixadas norte-americanas poderão exigir as credenciais de acesso às redes sociais dos solicitantes de visto de entrada nos Estados Unidos.

Segundo o secretário de Segurança Interna John Kelly, a medida tem por objetivo reforçar os controles prévios dos visitantes e recusar os que possam representar uma ameaça à segurança do país. É o que o próprio Trump classificou de "verificação extrema".

Apesar de a medida por enquanto afetar particularmente os cidadãos do Irã, Síria, Líbia, Iraque, Somália, Sudão e Iêmen, ela abre precedente para que o mesmo seja imposto a qualquer outro país do mundo. "Queremos ter a possibilidade de consultar suas redes sociais com as senhas", argumentou Kelly em audiência na Comissão de Segurança Interna da Câmara de Representantes ao explicar que nesses países os procedimentos de controle ainda são muito frágeis.

"É muito difícil fazer controles verdadeiros nesses países, (...) mas se vierem queremos poder dizer os sites que visitam e que nos deem suas senhas para que saibamos o que fazem na Internet", continuou o secretário. "Se não quiserem cooperar, então não entram [nos EUA]".

A medida surge como uma retaliação à decisão do juiz federal de Seattle James Robart, que suspendeu, em caráter temporário na última sexta-feira (03), a determinação do presidente de proibir a entrada de refugiados e imigrantes dos sete países listados acima.

Fonte: G1