Esse curta-metragem te mostrará como o Snapchat pode ser assustador

Por Redação | 18 de Abril de 2016 às 23h45

Graças à sua utilização simples e por ser focado em selfies ou registros do cotidiano em vídeo, o Snapchat se tornou uma das mais populares redes sociais entre os jovens. Claro que parte de todo esse sucesso também se deve ao fato de que com ele podemos enviar alguma captura com total certeza de que as imagens serão destruídas após um tempo que determinarmos.

De qualquer forma, é inegável que o aplicativo abriu espaço para que compartilhássemos momentos íntimos ou corriqueiros de nossas vidas, e acredite, isso permitiu tanto a criatividade que até mesmo um curta-metragem foi criado utilizando o app. O filme foi disponibilizado no YouTube – e como não damos spoilers nem mesmo para nossos piores inimigos, você o confere logo abaixo:

Chamado "3 SECONDS" (equivalente a "3 Segundos" em português), o vídeo é estrelado pela comediante Allison Raskin, do canal Just Between Us no YouTube. Conforme você pode ver acima, as imagens mostram uma jovem constantemente acordada com notificações sobre novas imagens recebidas no Snapchat. Até aí nada de errado, afinal, quem nunca ficou em casa enquanto os amigos aproveitavam para mostrar a todos que estavam numa super festa? Todo mundo, admita. Acontece que o problema começa mesmo quando Allison vê que as imagens não têm nada além dela mesma enquanto dormia.

Embora o curta aparente transitar entre o suspense e a comédia em alguns sentidos, a premissa dele parece ser bastante séria: o autor e o diretor do vídeo – Alex J. Mann, da produtora Space Oddity – afirma que a tecnologia é hoje quem mais sabe sobre nós mesmos e que por isso deveríamos considerar a possibilidade dela se voltar contra nós, ao menos na dramaturgia. A Space Oddity também já lançou suspenses envolvendo o Google Talk e o Instagram.

Você deve estar pensando que essa ideia não é nova, pois todos se lembram do HAL 9000 do longa 2001 - Uma Odisseia no Espaço, e ela realmente não é uma novidade: Alex afirma que a inovação por trás de seus projetos é imaginar como isso ocorreria hoje e com a tecnologia que temos a nossa volta. Prova disso é a ideia do cineasta de lançar outros filmes envolvendo plataformas como o Twitter, Vine e o Venmo (uma espécie de carteira virtual bastante popular no exterior).

Embora tudo isso seja fictício, é visível a coincidência entre o filme e o logotipo do Snapchat ser justamente um fantasminha. Vai dizer que isso também não te deu medo?

Via: A Plus