Site cria cemitério virtual para homenagear os serviços cancelados do Google

Por Redação | 27.03.2013 às 17:40

Todos os anos, o Google realiza uma 'faxina' entre os seus produtos e serviços, aposentando aqueles que não mais se encaixam nos propósitos da empresa. E o site norte-americano Slate criou um cemitério interativo onde os internautas poderão enviar flores e mensagens para os 'falecidos' serviços da gigante da Web, o 'Google Graveyard' (Cemitério do Google, em tradução livre).

"É muito difícil perder alguém que amamos, principalmente, quando esse alguém é um dos serviços do Google. É por isso que nós estamos abrindo os portões do Cemitério do Google, um espaço virtual para o pesar. Enterrados neste solo sagrado estão alguns dos serviços do Google", afirma o site, em tom de ironia, em sua página principal.

Os visitantes poderão prestar suas últimas homenagens aos seus tão amados serviços, como é o caso do Google Reader, que teve seu fim decretado pela empresa neste mês e terá suas atividades encerradas no dia primeiro de julho deste ano. A devoção ao Reader é tão grande que sua lápide virtual é mais visitada com mais de 97 mil flores entregues, seguida em segundo lugar pelo túmulo do iGoogle, serviço de personalização do Google criado em 2005 e com seu fim agendado para 2013, com 51 mil flores.

Cemitério Google

Foto: Divulgação

Serviços do Google de menos destaque e aceitação entre o público também têm seu espaço no cemitério criado pelo Slate como, por exemplo, o Google Pass One, loja virtual de conteúdo, criada em 2011 e encerrada no ano seguinte. E parece que o pessoal do site já está se preparando para 'enterrar' outros produtos que sequer chegaram ao mercado, como o Google Glass, que já tem uma cova virtual aberta.