Papai Noel é demitido de shopping após reclamações de pais no Facebook

Por Redação | 10.12.2012 às 15:57
photo_camera Mashable

Tirar uma foto com o Papai Noel e fazer um pedido a ele já é tradição em muitos shopping centers ao redor do mundo nesta época do ano. Mas, se o Bom Velhinho não for tão bonzinho assim, as redes sociais podem ajudar a demiti-lo de seu posto. Na cidade de Portland, Estados Unidos, muitos pais ficaram insatisfeitos com a atenção prestada aos seus filhos pelo Papai Noel do shopping Maine Mall e fizeram reclamações no Facebook, o que acarretou em sua demissão. As informações são do Daily Dot.

Na última semana, a mãe de Jess Mailhiot, de 6 anos, fez um post na página do shopping no Facebook afirmando que o Papai Noel se recusou a deixar que sua filha sentasse em seu colo porque ela não havia adquirido as fotos com o personagem. "O Papai Noel não foi atencioso e afastou-a de todas as outras crianças porque nós não compramos as fotos. Por que vocês não colocam uma placa SEM DINHEIRO, SEM PAPAI NOEL? Minha filha ficou muito magoada e eu decepcionada. Que vergonha", afirma a publicação da mãe.

A administração do shopping afirmou que sua política determina que a compra das imagens é opcional, e que o Papai Noel que a pequena Jess encontrou estava muito "mal-humorado". No entanto, esta não foi a única atitude suspeita que o Noel cometeu com a criança. Ela afirmou que pediu uma boneca a ele de presente de Natal e ele afirmou que ela iria receber apenas um jogo de "futebol americano".

Outros pais também comentaram a publicação da mãe de Jess e relataram histórias parecidas. Entre os relatos, muitos afirmaram que os filhos saíram chorando depois do encontro com o Papai Noel e que ele havia sido muito grosso com as crianças.

Os relatos foram suficientes para a direção do shopping demitir o Papai Noel mal-educado e anunciaram em sua página na rede social a chegada de um novo Papai Noel. Porém, muitos pais não se sentiram satisfeitos com a substituição, afirmando que o shopping não pensou no trauma causado nas crianças que acreditavam estar falando com o Bom Velhinho de verdade.