Pai processa Microsoft depois de filho gastar mais de R$ 14 mil em FIFA 15

Por Redação | 19 de Março de 2015 às 07h23

A Microsoft está enfrentando uma ação judicial acionada por um pai, logo após ele descobrir o quanto o seu filho gastou jogando FIFA 15. A história, um tanto quanto curiosa, foi divulgada pelo próprio pai e começa quando uma família resolveu se mudar para Seattle.

Com apenas poucos dias vivendo em uma nova cidade, Jeremy Hillman conta que o filho ainda estava se adaptando às mudanças e tentando fazer novas amizades, mas, enquanto não tinha muito o que fazer por lá, acabava passando horas em casa jogando FIFA 15 no Xbox One.

Em uma discussão dos pais em relação à rotina do garoto, ele se sentiu muito mal e admitiu para a família que comprou alguns FIFA Coins para que pudesse adquirir diferentes pacotes do jogo. Porém, quando a fatura do cartão de crédito chegou às mãos de Hillman, ele viu que o valor gasto não foi pouco. Os números indicavam várias cobranças no valor de US$ 109, totalizando uma dívida de US$ 4,5 mil – ou quase R$ 14.500 na cotação atual.

Até aqui, não vemos nenhuma culpa da Microsoft pelo ocorrido, mas, de acordo com o pai, a empresa deveria criar algumas barreiras para que as compras não fossem efetuadas com tanta frequência, uma vez que os dados do cartão de crédito ficam gravados no console para facilitar o processo de compra.

Hillman desabafa e diz que "com todo o talento de seus engenheiros e com sistemas sofisticados para proteger seus dados, o quão difícil seria pedir para reinserir o código de segurança ou colocar uma barreira real sobre o que pode ser gasto em compras antes de dar os detalhes do cartão de crédito?".

O pai do garoto ainda diz que assume a culpa por não ter prestado atenção no que o filho estava fazendo, mas também quer que a Microsoft entenda a responsabilidade da empresa em relação ao controle parental do console. Como castigo, o garoto ficou sem o videogame.

A publicação original de Hillman com todo o caso pode ser lida no Medium.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.