Pai chinês contrata assassino virtual para matar personagem de seu filho em jogo

Por Redação | 07 de Janeiro de 2013 às 13h10
photo_camera Pocket-lint

Se livrar de um vício ou ajudar uma pessoa a se libertar de algo que pode ser prejudicial em sua vida não é nada fácil, e muitas vezes exige métodos inusitados. Um pai chinês, irritado com o vício em jogos eletrônicos do seu filho, contratou um assassino profissional para matar o personagem do jovem em um jogo — claro, tudo no mundo dos videogames. As informações são do Kotaku.

Xiao Feng, 23 anos, começou a jogar incansavelmente jogos eletrônicos quando ainda era adolescente, e seu pai viu suas notas e desempenho escolar caírem cada vez mais. Além disso, o interesse do rapaz em conseguir um emprego era praticamente nulo. O contrato do assassino virtual foi a última opção para o pai em sua árdua jornada para que seu filho largasse o vício.

O senhor Feng acreditava que se seu filho fosse assassinado diversas vezes seguidas no jogo, ele acabaria se enjoando da 'brincadeira' e largaria o PC e o console. Mas, ao que tudo indica, seu filho não entendeu dessa forma a lição que seu pai queria lhe aplicar.

"Eu posso jogar ou não, não me incomoda o fato de eu não estar procurando um trabalho", afirmou Xiao Feng em tom desafiador. "Quero um tempo para encontrar o emprego que realmente combina comigo". Mesmo com essa resposta, o pai afirmou que está "aliviado", mas não sabemos se Feng largou o vício e encontrou um trabalho, como desejava seu pai.

Em novembro de 2012, uma pesquisa online realizada pela Yomiuri afirmou que o vício em jogos eletrônicos aumentou consideravelmente na China. Em um único centro de estudantes, entre janeiro e julho do ano passado, foram registrados 327 pedidos de ajuda para largar o vício em games.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.