Território fantasma: pesquisadores não encontram ilha que aparece no Google Maps

Por Redação | 22.11.2012 às 19:08

Cientistas australianos afirmam que uma ilha localizada no Pacífico Sul que aparece em cartas marítimas e mapas mundiais - incluindo o Google Earth e o Google Maps – simplesmente não existe. A "mancha" que fica localizada próximo à Austrália nos mapas, dá a entender que existe uma faixa de terra ali, mas depois de viajar 25 dias até lá os pesquisadores da Universidade de Sydney descobriram que não era nada daquilo.

Eles ficaram muito intrigados ao chegar até o local e descobrir que não havia absolutamente nada além de água na região onde o Google Earth mostrava haver uma ilha. Aliás, havia muita água, a profundidade ali era de 1.400 m. A BBC destaca que a ilha invisível estaria localizada dentro de águas territoriais francesas - caso ela realmente existisse - mas os mapas do governo francês não indicam nada naquela região. É, no mínimo, estranho.

O Serviço Hidrográfico da Austrália, que produz os mapas náuticos do país, diz que a aparição da ilha, chamada de Sandy, em alguns mapas científicos e no Google Earth pode ser apenas o resultado de um erro humano, que foi se repetindo ao longo dos anos.

Em sua defesa o Google disse que "o mundo é um lugar em constante mudança e que eles não medem esforços para acompanhar essas alterações". Além disso, a empresa também afirmou que consulta uma série de fontes fidedignas ao fazer seus mapas.

No final das contas ninguém sabe ao certo o motivo do suposto desaparecimento (ou aparecimento nos mapas?) da ilha.

Ilha Sandy

No lugar da mancha, onde deveria haver terra, os pesquisadores não encontraram absolutamente nada