Homem de 36 anos é alérgico a tecnologia e vive isolado no meio da floresta

Por Redação | 26.07.2012 às 10:20

Phil Inkly é um ex-técnico de computadores de 36 anos que vive isolado em um trailer no meio de uma floresta devido a um auto-diagnóstico que indicou uma "alergia a tecnologia".

Segundo o Daily Mail, ele afirma que sofre uma espécie de hipersensibilidade eletromagnética e que não pode nem chegar perto de redes WiFi, telefones sem fio ou móveis, microondas, antenas de telefonia, computadores, TVs e nem mesmo baterias. Seus sintomas incluem sangramentos, desmaios, perturbações do sono, dores de cabeça terríveis e sensação de queimação na pele.

Homem alérgico a tecnologia

Ainda segundo o jornal, estudos apontam que cerca de 3% a 5% das pessoas sofrem de algum tipo de sensibilidade parecida com essa e que a condição dele não é reconhecida como doença no Reino Unido, pois muitos ainda são céticos em relação ao assunto.

Porém, um neurologista procurado por Phil teme que a radiação pode ter causado um tumor ou hemorragia em seu cérebro - mas ele é incapaz de realizar uma ressonância magnética devido a sua reação extrema à tecnologia.