Só na China: métodos bem estranhos para evitar que alunos colem nas provas

Por Redação | 20.10.2012 às 12:16

As técnicas chinesas para disciplinar alunos são extremamente rígidas. Nas escolas, não existe colher de chá: quem não estudou, assume todo o problema e aprende, de uma forma ou de outra, a fazer melhor no próximo ano. Veja essas imagens que saíram no site Techeblog:

Chineses

Na China é assim. Quer estudar lá? (Imagem: Techeblog)

Para combater a arte de colar na prova, algumas escolas chinesas preferem organizar seus alunos no pátio, em fileras compridas e muito bem espaçadas umas das outras. Olhar para o lado não adiantaria muito, pois a prova do colega mais próximo está a mais de dois metros de distância. E ai de quem não estudou...

Chineses

Monitoramento com câmeras nas salas de aula e guarda a postos. Não é fácil pra ninguém (Imagem: Techeblog).

Câmeras de segurança são comuns em bancos, lojas, shoppings… mas em escolas? Sim, a tecnologia anti-trapaça nas escolas da China já chegou a tal ponto. O problema são os custos de instalação de um sistema completo de monitoramento, com um guarda especializado em vigiar cada cantinho de cada sala de aula. Exagero ou necessidade?

Chineses

Crianças fazem prova usando capacetes de pastas para não visualizarem o que está ao lado (Imagem: Techeblog)

As escolas que não possuem um pátio muito grande nem conseguem marcar as provas de todos os alunos em dias em que o pátio está livre resolvem o problema da cola de outra maneira: colocando 'capacetes' feitos de pastas na cabeça dos alunos. O dispositivo funciona como as tapas de um animal de tração, o que permite olhar apenas em uma direção, ou melhor, para a prova.

Se um aluno resolver virar a cabeça para espiar a prova do vizinho, chamará bastante a atenção do professor. Afinal, capacetes de pastas não são nada discretos, quanto mais em movimento. Ainda bem que os diretores das escolas não inseriram capacetes de verdade na lista de material escolar das crianças. Ainda.

Será que essa ditadura escolar é mesmo necessária? A China já é famosa no mundo todo pelos seus métodos medonhos de disciplinar crianças, o que para eles é algo extremamente comum e necessário. Formar pessoas sistemáticas e disciplinadas é um mérito, mas talvez isso deva justificar o alto índice de suicídios e distúrbios psiquiátricos em chineses.