Big Data: por que não podemos ignorar?

Por Colaborador externo | 03 de Novembro de 2015 às 13h30

Por Luiz Temponi*

Big data, expressão que ganhou repercussão nos últimos anos, se refere a uma série de soluções tecnológicas que possibilitam processar e analisar enormes volumes de dados em tempo real, com velocidade e variedade inéditas até os dias de hoje.

Segundo levantamento da Frost & Sullivan, Strategic Analysis of the Brazilian Companies Investments in ICT, até o final deste ano mais de 34% das empresas brasileiras terão iniciado investimentos em big data analytics. Essa análise de dados representa um diferencial para as empresas, pois permite compreender o que o cliente valoriza, precisa e deseja.

Se uma empresa souber como utilizar os dados que têm em mãos, terá maior agilidade e assertividade para a tomada de decisões. Isso se traduz em ações como melhorar um produto, criar uma estratégia de marketing mais eficiente, cortar gastos, produzir mais em menos tempo, evitar desperdício de recursos e disponibilizar serviços para um cliente da maneira mais personalizada possível.

Por fim, podemos dizer que a tecnologia atua além das pesquisas convencionais e passa a assumir um papel de análise de negócios, detecção de fraudes, entre outros. Sua implantação inicial e desenvolvimento requerem alguns custos, porém o resultado final faz valer todo o investimento. Com a tendência ao aparecimento de novos recursos no ramo, big data é uma realidade que deve atingir em breve pequenas e médias empresas, impulsionando novos negócios.

*Luiz Temponi é CFO da Hekima, empresa de Big Data Analytics que busca transformar dados em informação para tomada de decisão a partir de uma metodologia para coleta, organização, processamento, visualização e análise de dados.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.