Um terço das empresas ainda não tem planos para o Big Data, diz pesquisa

Por Redação | 17 de Dezembro de 2013 às 07h45

Apesar do Big Data ser uma das grandes tendências prometidas para 2014, ainda existem empresas que não pensam em utilizar esses dados. Segundo estudo da EMC Corporation, um terço das companhias analisadas (29%) não tem planos para implementar a tecnologia do Big Data.

A pesquisa foi realizada em 50 países durante os últimos seis meses, com a participação de mais de 10.700 empresas, além de executivos, administradores de negócios e de TI, arquitetos técnicos, cientistas de dados e gerentes de infraestrutura. O local com menos uso do Big Data foi a Itália, com 43% e o menor, a China, com 9%.

Como mostra a EMC, embora o orçamento tenha sido o fator mais importante para a decisão das empresas em geral, os motivos mais comuns citados como inibidores da adoção do Big Data foram: inexistência de um estudo claro sobre a oportunidade de mercado ou de um retorno sobre o investimento comprovado (35%), relevância para a empresa (23%) e despreparo da cultura empresarial para o Big Data (22%).

Apesar deste dado surpreendente, 36% das empresas pesquisadas relataram vantagens em relação à concorrência com o Big Data. Além disso, 79 afirmam acreditar que melhores usos da tecnologia levarão a melhores tomadas de decisões; 58% veem o Big Data como fator importante para determinar vencedores e perdedores em seu setor; e por fim, 56% concordam que a tecnologia será vital na identificação de ataques cibernéticos e em sua prevenção.

Segundo Hélène Barnekow, vice-presidente sênior de World Wide Field & Partner Marketing da EMC Corporation, a não adoção do Big Data foi algo inesperado no estudo. “Não nos surpreendeu ver que três quartos das empresas enxergam a TI como essencial para alcançar suas metas nos próximos dois anos – afinal de contas, a TI pode ajudar as empresas a obter bom desempenho em um clima econômico desafiador oferecendo, ao mesmo tempo, uma plataforma de inovação para produtos e clientes. Foi surpreendente, no entanto, observar que um terço das empresas não está levando as soluções Big Data em consideração – nós esperamos que isso mude a médio prazo, à medida que as pessoas e empresas conheçam melhor os benefícios transformadores que a tecnologia de lógica analítica do Big Data pode realizar", afirma.

"A pesquisa também nos faz lembrar que, para se beneficiar inteiramente da Transformação da TI, as organizações devem transformar o componente tecnológico ao mesmo tempo que transformam as pessoas e os processos”, completa Hélène.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.