Entenda a diferença do Big Data e da Inteligência de Negócios

Por Colaborador externo | 21.11.2013 às 06:10

*Por Flávio Pripas

Big Data é o conjunto de soluções tecnológicas capaz de lidar com dados digitais em volume, variedade e velocidade inéditos até hoje. Na prática, a tecnologia permite analisar qualquer tipo de informação digital em tempo real, tornando-se fundamental para a tomada de decisões.

Já BI, ou Business Intelligence – Inteligência de Negócios, em português -, refere-se ao processo de coleta, organização, análise, compartilhamento e monitoramento de informações que oferecem suporte à gestão de negócios.

Parecidos, mas não a mesma coisa. O Business Intelligence é capaz de avaliar apenas informações estruturadas e que ocorrem dentro da companhia. Enquanto Big Data é capaz de lidar com dados não-estruturados, que até então necessitavam de interação humana para serem compreendidos, já que dependiam de contexto, como tweets, posts no Facebook, vídeos, geolocalização, comportamento de clientes, entre outros.

As tecnologias são complementares e o Big Data torna o Business Intelligence mais valioso para o negócio. Afinal, ele comporta um BI para extrair as informações referentes ao seu negócio, para então utilizá-las para a tomada de decisões.

Por exemplo, no segmento da moda, a união do BI e Big Data é essencial. Se uma marca produz um tipo de casaco semelhante à utilizada por um famoso cantor, que causa alvoroço nos fãs. A partir do Big Data você identifica que os consumidores adoram esse tipo de roupa. Com essa informação preciosa, o Big Data abastece o BI de que há a oportunidade de estocar alto volume da peça durante a temporada de show da celebridade em uma cidade, afinal, o casaco está prestes a tornar-se um item muito quente, embora por tempo limitado.

O Big Data pode auxiliar a área de vestuário, assim como em qualquer outro segmento. Estudos indicam que os dados não-estruturados representam 85% das informações com as quais as empresas lidam hoje em dia. E, com isso, a tecnologia somada ao BI se faz ideal para toda e qualquer companhia, independentemente do setor que atua.

* Por Flávio Pripas, sócio fundador da rede social de moda Fashion.me