Big Data terá grande crescimento no Brasil até 2014, aponta estudo

Por Redação | 08.08.2013 às 12:00

Um estudo da Ibramerc (Instituto Brasileiro de Inteligência de Mercado), desenvolvido em parceria com a ebusiness Brasil (Associação Brasileira de e-business) mostrou que, apesar do crescimento contínuo do Big Data, ele ainda desperta dúvidas e desconfiança em todos os departamentos das empresas que já iniciaram o processo de incorporação. Mas, a pesquisa também apontou que 2014 será o ano do Big Data no país.

A pesquisa foi elaborada com o intuito de entender melhor os anseios das empresas em relação ao tema e ao cenário atual, principalmente junto aos profissionais de TI e de Marketing. Entre os dias 15 e 22 de julho, o Instituto colheu informações com os especialistas dessas áreas em um total de 326 empresas que atuam nos mais diversos setores.

Partindo do princípio que a equipe de TI seleciona e armazena os dados, enquanto a equipe de Marketing valida e consolida esses dados para a utilização em suas campanhas, a análise tenta desenhar o futuro tecnológico do Big Data nas empresas.

Dos profissionais de TI entrevistados, 58% disseram possuir conhecimento de Big Data, enquanto 35% já ouviram falar a respeito, mas não possuem conhecimento do tema, e 7% nunca ouviram falar do assunto. Entre os profissionais de Marketing, 42% alegaram conhecer o Big Data, enquanto 35% não conhecem, mas já ouviram falar, e 23% nunca ouviram falar.

Crescimento do Big Data

As empresas ainda estão receosas com o Big Data, principalmente pela grande quantidade de informações desencontradas sobre o seu real papel benéfico nos departamentos. Mas a pesquisa mostra que a realidade está mudando. A falta de informações sobre o tema foi o motivo apontado por 32% das empresas que impediram os investimentos de TI em Big Data, seguido pelo alto custo, com 26%.

Atualmente, a utilização do Big Data no Brasil ainda é algo praticamente irrisório, mas esse cenário deve mudar substancialmente em 2014, o ano da Copa do Mundo no país. A pesquisa aponta que o setor de Marketing deve apresentar um crescimento na adesão de 65% até o final de 2014, além de efetivar 16% do crescimento junto à Tecnologia da Informação. Se identificarmos que o setor de TI é a verdadeira porta de entrada de novas tecnologias nas empresas, esses 16% tornam-se muito mais expressivos e com enorme importância junto ao mercado como um todo.

Marketing versus TI

A pesquisa apontou que 29% dos entrevistados conceitua o relacionamento entre TI e Marketing como "regular". Os que avaliaram esse relacionamento como "ótimo" somam apenas 8% do total de entrevistados. Essa relação é de extrema importância, já que, geralmente, o departamento de TI colhe e armazena os dados, mantendo-os sempre atualizados, enquanto o setor de Marketing precisa ter esses dados prontos e disponíveis para aplicá-los nos projetos que serão desenvolvidos.

TI x marketing Big Data