BGS 2013: Em coletiva morna, Sony anuncia parceria com instituto Ayrton Senna

Por Felipe Santana Felix | 25.10.2013 às 15:27

Em conferência realizada a um dia antes do inicio da BGS, a japonesa Sony organizou uma coletiva bem morna e com poucos anuncios impactantes.

Entre a adição de Super Street Figther IV, Borderlands e Sonic Generation à lista de favoritos – jogos de box dourada que custam R$79,90 – e uma enxurrada de declarações de amor ao Brasil, a empresa anunciou a dublagem de Assassins's Creed: Black Flag, Watch Dogs e Kill Zone: Shadow Fall. The Order e Infamous Second Son, dois dos grandes jogos exclusivos do PS4, terão apenas localização ao PT-BR.

Com isso, dentre todos os anúncios feitos, o único realmente relevante foi a parceria da empresa com o Instituto Ayrton Senna. Viviane Senna, irmã de Ayrton, fez um discurso em memória de um dos maiores pilotos da história e maior ídolo esportivo do Brasil. Nele, ela reviveu a imagem do irmão em relação a filantropia e sua forma única de ver o mundo.

E para anunciar o primeiro projeto da parceria, o criador de Gran Turismo, Kazunori Yamauchi, subiu ao palco para falar da importancia de Ayrton Senna não só para o Brasil, mas para os amantes do automobilsmo.

Visivelmente emocionado, Kazunori disse o quão importante foi Senna em relação ao seu amor por automobilismo e comentou seus sentimentos após visitar o Instituto Ayrton Senna. Nas palavras do executivo: "No instituto, percebi que ele ainda vive dentro de cada um dos presentes no projeto, profissionais e crianças, e agora decidi que é minha vez de manter o espírito de Senna vivo".

De acordo com a Sony, 1% das vendas globais do aguardado GT6 será doado ao instituto, e os brasileiros poderão contar com um DLC exclusivo onde poderão jogar com o piloto e ter acesso a inúmeros desafios extras, utilizando o tempo de Senna nas pistas. Além disso, um bundle especial de PS3 será vendido com o game.