BGS 2012: Injustice: God Among Us - Primeiras impressões

Por Vanessa Lee | 13.10.2012 às 16:50 - atualizado em 13.10.2012 às 18:14

Para colocar as mãos em Injustice: Gods Among Us penamos um pouco. As filas na Brasil Game Show estão intermináveis, mas o que importa é que conseguimos e vamos aos fatos: esqueça as referências que chegamos a citar sobre o último Mortal Kombat.

Fotos: veja nossa galeria com as imagens de tudo o que está acontecendo na Brasil Game Show!

Superficialmente, tudo o que foi mostrado sobre o jogo até então nos dava uma falha ideia de que veríamos algo parecido, mas quando jogamos tivemos a máxima certeza de que estávamos errados.

Indo direto ao gameplay, o que dá pra falar, entretanto, é que a mecânica não tem nada de violenta como a gente esperava, ou os fãs da franquia de Ed Boom aguardavam. Sangue nem pensar! O triste também é que não conseguimos testar o jogo a fundo para saber se existe algum dispositivo que habilite o modo violência, que geralmente é o que faz jorrar sangue.

Os personagens são os "bambambans" da DC: Mulher-Maravilha, Flash, Batman, Robin, Arlequina... A jogabilidade pode ser estranha no começo, porque não é tão encorpada e intuitiva quanto MK. E rola uma combinação de combos um pouco estranha e sem muito impacto. O interessante é que a interface é bem legal, existem vários outros personagens desbloqueáveis e é possível interagir com o ambiente para investir contra o inimigo.

Os cenários são soturnos e até mesmo a forma como os personagens são apresentados é diferente. Eles carregam uma aura diferente e pesada, saindo do estereótipo de heróis solícitos. Por conta da violência das ações, ver Batman contra Mulher Maravilha, por exemplo, é um tanto surreal, mas não menos divertido.

O lançamento de Injustice está marcado para 2013.

Essa foi nossa primeira impressão, portanto, aguardem que estaremos em breve postando nosso review completo do jogo.