BGS 2012: Call of Duty: Black Ops 2 tem multiplayer impecável

Por Caio Carvalho
photo_camera Divulgação

Ainda falta um dia para terminar a Brasil Game Show 2012, mas já podemos eleger o jogo mais disputado de toda a feira. Call of Duty: Black Ops 2 reuniu vários visitantes, e a fila deu voltas no stand da Activision. Para se ter uma ideia, o tempo de espera para testar a demo do game foi de até duas horas.

Mas isso não foi um problema para os fãs, que aguardaram ansiosos para poder ter o gostinho de experimentar o título antes de seu lançamento, em 13 de novembro. Nós também aceitamos o desafio e jogamos um pouco a partida multiplayer disponível no evento, e temos o veredito de que CoW é, de fato, uma das séries de tiro em primeira pessoa mais rentável da história.

Nossa equipe teve a sorte de testar Black Ops 2 logo cedo neste sábado (13), pouco depois da abertura dos portões da BGS. Ainda assim, esperamos quase uma hora para colocar a mão nos controles. A duração da demonstração foi muito curta - cerca de cinco a dez minutos -, mas a espera valeu a pena.

Em uma partida de 12 jogadores no Xbox 360, a demo não permitia a criação ou personalização de classes, mas elas estarão disponíveis na versão final do game. Começamos com uma classe pré-montada e depois partimos para o mapa chamado "Aftermath", uma espécie de Los Angeles do futuro que foi destruída pela guerra. Questionamos outros jogadores que também passaram pela BGS e eles nos disseram que outros mapas estavam liberados para teste, como o "Cargo" e o "Overflow".

Apesar do pouco tempo, percebemos que a customização de armamento é um dos principais destaques em Black Ops 2. O usuário pode escolher se prefere remover ou adicionar características ao personagem, ou ainda se focar nos acessórios para armas ou utilizar mais Perks - como são chamados os modificadores no game. Além disso, como as Perks não afetam as armas, o jogador poderá usá-las para incrementar outros recursos, entre eles a mira e capacidade de dano dos tiros.

Claro, não podemos esquecer os gráficos, que estão impecáveis - como de costume na franquia Call of Duty. O realismo está presente desde os grandes edifícios até nos escombros da metrópole devastada pela guerra futurista de 2025. Os efeitos sonoros das chuvas, fumaça e explosões também estão primorosos, e com certeza vão fazer você se impressionar.

A conclusão é que a Activision promete entregar uma experiência completamente nova em Call of Duty: Black Ops 2, tanto no enredo, que está mais obscuro, quanto na jogabilidade aprimorada e no visual detalhado. O jogo chega ao Brasil em novembro para PC, Xbox 360 e PlayStation 3, e virá com legendas e dublagem para o português.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.