Embraer testará combustível renovável em jato comercial

Embraer testará combustível renovável em jato comercial

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 02 de Dezembro de 2021 às 09h10
Divulgação/Embraer

A Embraer fechou uma parceria com a Pratt & Whitney, icônica fabricante de motores para aeronaves, para um conjunto de testes de combustível de aviação 100% sustentável (SAF). A ideia das empresas é utilizar esse insumo em uma das aeronaves mais modernas da fabricante brasileira: o jato comercial E195-E2.

Já engajada na busca pela neutralidade em carbono com o lançamento de uma nova linha de aeronaves sustentáveis, agora a Embraer caminha para atacar outras frentes, levando em conta aviões mais convencionais, como o próprio E195-E2, estratégia bem parecida com a utilizada pela Airbus.

O SAF é produzido a partir de matérias-primas renováveis, como óleo de cozinha usado ou resíduos sólidos urbanos, e pode reduzir as emissões de CO2 do ciclo de vida em até 80% em relação ao querosene de aviação. Atualmente, regras internacionais exigem que a quantidade de SAF para operações regulares seja de, no máximo, 50%.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"A Embraer tem um histórico reconhecido de inovação em combustíveis sustentáveis, o que inclui a primeira aeronave certificada a operar com etanol, em 2004, e a colaboração é um pré-requisito essencial para que nossa indústria alcance nossos objetivos ambientais. Estamos muito satisfeitos com a parceria com a Pratt & Whitney para esta tarefa crítica de possibilitar a operação de aeronaves com 100% SAF", disse Arjan Meijer, presidente e CEO da divisão de aeronaves comerciais da empresa nacional.

O E195-E2 é o maior avião comercial da Embraer e será testado com SAF em breve (Imagem: Divulgação/Embraer)

Nos testes internos com a Pratt & Whitney, a fabricante brasileira vai utilizar aeronaves capazes de serem abastecidas com o tanque completamente preenchido com SAF. O motor escolhido para os testes será o GTF, já homologado para utilização com esse combustível e que apresenta eficiência superior a de outros modelos do mercado.

A Embraer ainda não revelou o cronograma para início dos testes com SAF. Além desse expediente, a brasileira também tem feito experimentos com motores 100% elétricos, como em seu protótipo revelado recentemente.

Fonte: Embraer

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.