Instalação artística Volume usa espelhos, luz e som controlados por computadores

Por Redação | 15 de Agosto de 2017 às 17h03
photo_camera Reprodução: SOFTlab

O encontro da arte com a tecnologia é capaz de produzir resultados encantadores. Um bom exemplo é a instalação Volume, criada pelo estúdio de design nova-iorquino SOFTlab. Feita de espelhos, luz e som, ela chamou a atenção na exposição The Lab, feita pela HP no Panorama Music Festival.

A obra é composta por cem painéis espelhados giratórios, que se movem de maneira individual. Um conjunto suspenso de seis câmeras de profundidade monitora o público e faz com que os espelhos acompanhem quem está visitando a instalação. Além disso, LEDs dispostos nas laterais de cada painel são controlados por microfones. O resultado disso tudo é espetacular.

Sete computadores são responsáveis pelo controle da Volume: seis deles recebem e analisam os dados das câmeras, enquanto o sétimo compila toda a informação e roda a interface responsável por dar vida ao equipamento. É possível, ainda, personalizar os movimentos de acordo com o espaço disponível e a expectativa de público.

A inspiração, de acordo com o texto de apresentação no site da SOFTlab, veio da dependência que a luz e o som têm da atmosfera. “Apesar de considerarmos frequentemente esse espaço como vazio, o ar ao nosso redor é um material feito de muitas partículas. Pequenas mudanças nesse volume de material transparente permitem que a luz e o som se movam pelo espaço.”

Fonte: SOFTlab, designboom, Engadget