Waze agora também usa Twitter para notificar usuários sobre situação do trânsito

Por Redação | 30.04.2015 às 09:04

Baseado em uma das principais demandas dos usuários, que abrem aplicativos de trânsito e navegação para saber quanto tempo demorarão para chegar a um determinado local e quais os possíveis incidentes no trajeto, o Waze anunciou nesta quarta-feira (29) uma novidade para seus usuários: a criação de contas no Twitter para informar sobre situações de tráfego em diversas cidades ao redor do mundo.

Intituladas Waze Unusual Traffic (tráfego incomum, em português), as contas informam o local e a causa de trânsito intenso nas cidades, assim como a situação em tempo real, fotos de usuários e o tempo extra adicionado ao trajeto de acordo com o tráfego. As contas ainda contam com links para páginas do Waze sugerindo alternativas de trajeto para evitar os locais afetados pelo trânsito incomum. Por ser uma plataforma colaborativa, os resultados aparecem em tempo real conforme os usuários forem atualizando as informações no aplicativo.

Desta forma, o aplicativo auxilia de forma prática seus usuários, mostrando trajetos afetados por obras, enchentes e outros percalços a partir da rede social, eliminando a necessidade de abrir o aplicativo, digitar o destino e acompanhar o mapa. No Twitter, as informações já vêm "mastigadas" para que o usuário tenha conhecimento do que enfrentará em seu trajeto e como escapar dele do tráfego intenso.

Waze Unusual Traffic

Além de ajudar diretamente o usuário, a ideia das contas no Twitter é facilitar o trabalho da mídia, dando notícias em tempo real sobre a situação do tráfego nas grandes cidades. O serviço mostra o empenho do aplicativo em mapear o trânsito das grandes cidades brasileiras da forma mais completa possível. Em outubro do ano passado, o Waze reforçou a parceria com prefeituras de diversas cidades do país para troca de informações sobre condições de trânsito.

Neste primeiro momento, cerca de 50 contas foram criadas para diversas cidades ao redor do mundo, sendo que a maioria está localizada nos Estados Unidos. No Brasil, apenas as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro foram contempladas com a novidade, mas o blog do aplicativo promete novas localidades em breve.

Fonte: Waze, The Next Web