Você já pode trocar a pílula anticoncepcional por um aplicativo 99,5% seguro

Por Redação | 21 de Fevereiro de 2017 às 21h20

Atenção, mulheres: vocês trocariam a pílula anticoncepcional por um aplicativo de smartphone? Algumas podem até torcer o nariz, mas o Natural Cycles promete eficiência e eficácia como método contraceptivo natural, sem hormônios nem comprimidos. O app, apesar de novo no mercado, já está instalado nos celulares de mais de 150 mil usuárias no mundo inteiro.

A premissa do Natural Cycles é ajudar a mulher a conhecer o próprio corpo e evitar uma gravidez indesejada. Livre de hormônios (que são o terror de algumas mulheres, diga-se de passagem), o novo método consiste em um aplicativo que monitora a taxa de fertilidade feminina com base em algoritmos, necessitando apenas do smartphone e de um termômetro para comprovar sua eficiência.

O app surgiu de uma necessidade de sua fundadora, Elina Berglund (32), de passar um tempo sem ingerir os hormônios das pílulas. Ela, que é estudiosa de física quântica com participação nos achados relacionados ao bóson de Higgs, queria uma alternativa confiável à pílula, e apostou nos algoritmos para ajudá-la a encontrar a resposta. O app começou a ser desenvolvido em 2012.

O Natural Cycles funciona assim: a usuária precisa medir sua temperatura basal (embaixo da língua) todos os dias e registrar o resultado correto no aplicativo. A variação hormonal que indica a fase do ciclo menstrual é identificada pela temperatura do corpo da mulher, que sofre alteração de até 0,45 graus após a ovulação, quando os níveis de progesterona no sangue estão elevados. O algoritmo usa a temperatura para calcular o ciclo menstrual individual (ovulação, fertilidade e menstruação) e quaisquer variações possíveis, indicando o período fértil da mulher.

Como a temperatura também interfere nos picos de fertilidade e na manutenção dos espermatozoides no útero e ovários, o aplicativo leva em consideração tudo aquilo que pode estar acontecendo com base nos dados fornecidos pela usuária. Com tudo anotado, o aplicativo alerta a mulher caso precise de proteção no ato sexual em dias férteis (com um cartão vermelho) e dá sinal verde quando as chances de engravidar forem as menores possíveis.

O que diferencia o Natural Cycles da famosa tabelinha é o fato de ele individualizar cada caso. Nem toda mulher tem ciclo regular de 28 dias, e o aplicativo consegue entender isso. Se o aplicativo for usado corretamente, consegue uma eficácia maior que a da camisinha e semelhante à da pílula. Quem afirma é a organização de inspeção e certificação da Alemanha, a Tüv Süd, que testou o Natural Cycles em mais de 4 mil mulheres com idades entre 20 e 35 anos e o considerou um contraceptivo confiável.

Na Inglaterra, o Natural Cycles já pode ser prescrito pelo Natural Health Service, que também já passa receitas de pílulas e implantes anticoncepcionais para as mulheres. Ele é o primeiro software do mundo a ser oficialmente certificado por autoridades da área da saúde. O app já conta com 150 mil usuárias, em 161 países, e se você ficou interessada em fazer um teste, pode baixar o aplicativo e usá-lo gratuitamente por um mês. Depois disso, é preciso pagar uma quantia de US$ 4,20 mensais caso queira continuar usando o Natural Cycles (e, de quebra, levar o termômetro basal).

Lembrando que, apesar da eficiência do aplicativo na contracepção, ele não protege contra doenças sexualmente transmissíveis. Para uma proteção mais abrangente, a boa e velha camisinha (feminina ou masculina) continua sendo a melhor barreira.

Ficou interessada? Baixe agora o Natural Cycles na iTunes App Store ou na Google Play e teste você mesma!

Via Wired

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!