Usuário do WhatsApp xinga em grupo e leva multa de R$ 20 mil

Por Redação | 16.12.2016 às 14:45

Cuidado com o que você fala nos grupos de WhatsApp em que participa. As besteiras que são faladas no aplicativo de mensagens podem ser usadas contra você e podem render multa no tribunal.

Quem pode dizer isso de fato é um profissional de relações públicas de SP que foi condenado pela Justiça a pagar R$ 20 mil de indenização a uma advogada após xingá-la em um grupo de mensagens no WhatsApp. O homem, cuja identidade não foi revelada, chamou a vítima de "feminista filha da p*".

Segundo informou a colunista da Folha de São Paulo, Mônica Bergamo, o caso ocorreu em julho, quando os dois participavam de um grupo no WhatsApp no qual foram publicadas piadas machistas e xingamentos contra a ex-presidente Dilma Rousseff.

Após a discussão por motivos políticos no grupo, o réu chegou ao ponto de procurar fotos da vítima no Facebook e postou elas no grupo, juntamente com ofensas.

Durante a sua defesa, em vez de fazer uma retratação pelo ato, o advogado tentou argumentar afirmando que discussões políticas são normais. Entretanto, o juiz não aceitou a explicação do réu, afirmou que ele "não é obrigado" a concordar politicamente com ninguém, mas que isso "não lhe dá o direito de, por mais calorosa que seja a discussão, adotar uma conduta tão repugnante, típica de movimentos totalitários".

Portanto, pessoal, muita atenção no que é falado no WhatsApp.

Fonte: Folha de São Paulo