Uber lança novos serviços de carona nos EUA

Por Redação | 09 de Dezembro de 2015 às 13h25

A definição dada ao Uber como um “aplicativo de caronas” está prestes a ganhar mais sentido com os dois novos serviços que estão sendo lançados pela empresa. Ainda em projeto piloto e somente nos Estados Unidos, a plataforma está iniciando a operação do UberHOP e do UberCOMMUTE, duas modalidades de utilização que chegam com o objetivo de reduzir o número de carros nas ruas, aumentar a economia para os passageiros e preservar o meio ambiente.

Os dois projetos são extensões do que já é feito hoje com o Uber Pool, que permite a divisão de corridas similares entre dois usuários. O UberHOP leva isso adiante ao criar não apenas uma divisão de carros entre passageiros, mas também indicando pontos de parada para embarque e desembarque.

O novo sistema, que vai entrar em funcionamento na cidade de Seattle na quinta-feira (10), pede que os passageiros insiram informações como o endereço de partida e chegada. Na sequência, o sistema une tais dados a outros que estejam requisitando corridas na mesma região e escolhe um ponto para que todos embarquem, a no máximo três quarteirões de distância. Eles têm um determinado período de tempo para chegar até lá. Na chegada, vale o mesmo, e os usuários são deixados nos arredores do destino, mas não necessariamente em frente a ele.

Já o UberCOMMUTE expande a ideia do Uber Pool para qualquer pessoa. Aqui, não estamos falando de motoristas que queiram prestar serviços de transporte, e sim de usuários comuns que estejam indo para o trabalho e podem cadastrar seu trajeto no aplicativo. Mais uma vez, o sistema faz a união disso com o caminho seguido por outras pessoas e cria o sistema de caronas, pagas pelo aplicativo.

Até duas pessoas adicionais podem ser colocadas em cada carro e todo o cálculo é feito pelo próprio Uber, sem que seja preciso lidar com dinheiro. Assim como no caso dos motoristas comuns da plataforma, a empresa fica com uma pequena parcela dos ganhos, com todo o restante sendo revertido ao condutor. O COMMUTE começa a funcionar também nos próximos dias e apenas na cidade de Chicago.

De acordo com o Uber, as novidades surgem não apenas a partir de necessidades e feedbacks dos próprios usuários, mas também de tendências do “mundo real” – caronas públicas já são uma realidade em cidades como Washington, por exemplo, onde motoristas se reúnem em determinados pontos e dividem o trajeto com passageiros encontrados ali. Sendo assim, a ideia da empresa é unir a tecnologia a um serviço a que todos já estão acostumados, não apenas para melhorá-lo, mas também de forma a atrair mais usuários.

Fonte: Uber

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.