Uber fica ou não fica? Horas antes da decisão, motoristas protestam no Brasil

Por Redação | 04 de Abril de 2017 às 18h38
photo_camera Divulgação

Esta terça-feira (4) foi marcada por uma série de manifestações por parte de motoristas de aplicativos de transporte, como Uber e Cabify. Os protestos por todo o país surgiram por conta de um projeto de lei, o PL 5587/16, que propõe a restrição do transporte de passageiros apenas aos táxis.

Diante do documento, escrito pelos deputados Carlos Zarattini (PT-SP), Luiz Carlos Ramos (PTN-RJ), Osmar Serraglio (PMDB-PR), Laudivio Carvalho (SD-MG) e Rôney Nemer (PP-DF), a Uber declarou que "o projeto ignora as centenas de decisões judiciais em todo país que determinaram a inconstitucionalidade da proibição e da imposição de limitações arbitrárias ao transporte individual privado no Brasil".

A discussão sobre o projeto, que teve início nesta tarde na Câmara dos Deputados, em Brasília, acabou de ser encerrada. De acordo com informações liberadas para a imprensa, foi aprovada a urgência da votação para a regulamentação ou não dos serviços privados e, portanto, a expectativa é de que ainda nesta noite os votos sejam viabilizados.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a ideia é que seja feito um texto alternativo para regulamentar os apps e que a sua proibição fique a critério dos municípios. A atual pauta, porém, prevê que: "O transporte remunerado individual de passageiros aberto ao público é atividade privativa do profissional taxista, inclusive quando a conexão entre usuários e motoristas ocorrer por meio de plataformas digitais".

Manifestações

Motoristas de aplicativos e taxistas saíram às ruas ao longo de todo o dia. Em São Paulo, por exemplo, as ruas do centro foram ocupadas por condutores do Uber, Cabify e 99 POP. Em Santa Catarina, taxistas apoiaram o PL. Já em Brasília motoristas de táxis e de serviços privados entraram em confronto.

Incentivados pelos aplicativos, usuários da web também mostraram seu apoio aos seus serviços por meio da hashtag #direitodeescolha.

A opinião dos usuários é compartilhada com a 99POP, que vem fazendo uma série de comunicados ao longo do dia. Para a companhia, há espaço para todos: “Com a tecnologia é possível compartilhar mais os carros, reduzindo deslocamentos com uma única pessoa por automóvel. E no lugar, aumentar as viagens com no mínimo de duas pessoas. A tecnologia torna o transporte mais democrático e barateia o custo. Cada vez mais queremos usar, no lugar de ter coisas. Outro benefício vital: neste momento de crise econômica, os carros particulares estão abrindo dezenas de milhares de oportunidades de trabalho."

Via G1

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.