TSE desenvolve apps para que eleitores fiscalizem eleições

Por Redação | 27 de Setembro de 2016 às 19h58
photo_camera Divulgação

Para aumentar a participação dos eleitores no acompanhamento dos processos eleitorais nos município no próximo dia 2 de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desenvolveu 11 aplicativos para smartphones e tablets para que o público acompanhem os resultados.

Além de poder ver os números de votos registrados, os apps também possibilitarão denúncias de irregularidades como campanhas boca de urna, que podem ser comunicadas através de fotos enviadas dentro do app.

Os apps tem finalidades diversas: o Agenda JE mostra o calendário eleitoral no município. O Candidaturas permite consultar as fichas de cada candidato. O Onde Votar ou Justificar dá as instruções para quem precisa saber onde ir para votar ou justificar. Para o domingo, o que será provavelmente mais utilizado é o Apuração, que acompanhará em tempo real os resultados. Outro que poderá ser bastante usado é o Pardal, canal pelo qual será possível denunciar irregularidades nas campanhas.

O plano do TSE com os aplicativos, lançados tanto para Android, quanto para iOS, é aproveitar o grande número de pessoas com acesso móvel à web e torná-los parte de um processo eleitoral mais transparente.

“Desde que o processo se tornou informatizado, há 20 anos, o compromisso da Justiça Eleitoral é justamente utilizar os recursos e as funcionalidades que a tecnologia proporciona e evoluir o processo eleitoral na mesma velocidade que evolui a tecnologia”, explicou Giuseppe, Janino, secretário de Tecnologia da Informação do TSE.

De acordo com a entidade, a aceitação do aplicativo nas semanas que antecedem a eleição já foi alto, com mais de 25 mil downloads. Entretanto, a expectativa é que mais pessoas usem a ferramenta. “Sabendo que está sendo vigiado pelo cidadão, o candidato tem um comportamento adequado ao que prevê a lei”, finaliza Janino.

Fonte: Telesíntese

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!