"Tinder dos carros" cria forma simplificada para compra e venda de veículos

Por Redação | 30.06.2017 às 08:54

Seu próximo match pode não ser com o amor da sua vida, mas com o seu próximo carro novo. Um novo aplicativo decidiu misturar a estrutura de avaliação do Tinder com o velho sistema de classificados, criando uma forma um tanto quanto curiosa de fazer com que os usuários procurem por um veículo seminovo. O App do Automóvel pode não ter o nome mais criativo do mercado, mas soube adaptar muito bem a lógica imediatista do Tinder ao segmento de automóveis — e, o que é melhor, ajudando vendedores e compradores ao mesmo tempo.

Para o consumidor, o sistema baseado em likes e matches torna tudo bem mais intuitivo. Assim que ele entra no aplicativo e determina que tipo de veículo busca, uma série de pequenos cards são exibidos com opções disponíveis. A partir disso, a pessoa só precisa dizer se tem ou não interesse. Se rolar um match, as duas partes podem trocar contatos e negociar diretamente.

A grande diferença, contudo, fica do lado do vendedor. Como a proposta do App do Automóvel é conectar vendedores e compradores, ele elimina a concessionária do meio da equação e isso diminui a desvalorização do veículo. Em média, quando você deixa um carro seminovo em uma revendedora, cerca de 20% do valor acaba ficando para a empresa. Com a nova solução via smartphone, isso não acontece e o vendedor pode ganhar um pouco mais no negócio. Dependendo do caso, o próprio comprador pode sair ganhando.

A parte do aplicativo fica nas assinaturas. Para manter o anúncio disponível, os vendedores têm de pagar uma mensalidade de R$ 4,99. O primeiro mês é gratuito, então é uma ótima forma de testar a plataforma e ver se o modelo se encaixa naquilo que você procura na hora de vender seu carro. Para quem quer comprar, o serviço é gratuito. O app está disponível para iOS e Android.

Lançado no início de junho, o App do Automóvel conta com cerca de 2 mil veículos cadastrados, a grande maioria em São Paulo. Ao todo, já são 4,2 mil usuários, mas a empresa pretende crescer rapidamente ao longo dos próximos anos. A proposta é que, até dezembro, esse número já supere os 50 mil cadastros.

Via: App do Automóvel